6:59Caso de contenção

Para nunca esquecer o que disse o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, filho e guru do pai, o presidente Jair Bolsonaro, que agora tem sala e participa de todas as reuniões no Palácio do Planalto em Brasília. Em mensagem no twitter, publicada nesta semana em que a crise do coronavírus se agrava no país, e medidas estão sendo tomadas tanto na área da saúde como na economia para tentar evitar o pior, ele escreveu:

O desenho é claro: partimos para o socialismo. Todos dependentes do estado até para comer, grandes empresas vão embora e o pequeno investidor não existe mais. Conseguem a passos largos fazer o que tentam desde antes de 1964. E tem gente preocupada com a fala do Presidente.

Alguém ainda duvida que os pacientes tomaram conta da direção do hospício?

6:34Coração partido

Do Ayrton Baptista Junior, o Tusquinha:
 
 
Agora que só saímos de casa para o essencial,
“não me chamou para ir ao mercado”
é a nova versão de
“ninguém queria dançar comigo”.

6:31JORNAL DO CÍNICO

Do Filósofo do Centro Cínico

Na Gazetona a manchete sobre o recado de Bolsonaro a governadores daria um bom título de pornochanchada: “Vai abrindo devagar, que ninguém aguenta mais”.

 

17:49Itaipu e Governo fazem convênio para contratar 733 bolsistas de Medicina

Da assessoria de imprensa da Itaipu

Itaipu fará convênio de R$ 4 milhões com Estado para contratação de 733 bolsistas no combate à Covid-19

A contratação terá validade por quatro meses e beneficiará diretamente estudantes de saúde de universidades públicas

A usina de Itaipu, margem brasileira, vai firmar um termo de cooperação com o governo do Estado, na ordem de R$ 4 milhões, para a contratação direta de 733 bolsistas na área de saúde, em caráter emergencial. Os estudantes de enfermagem de universidades públicas atuarão no enfrentamento à covid-19. A contrapartida do governo estadual será no mesmo valor. A validade é por quatro meses, possivelmente a partir de abril.

Esse é mais um investimento que se soma a outros desembolsados pela Itaipu para conter a disseminação da covid-19. A empresa já havia liberado um fundo emergencial de R$ 15 milhões para ajudar os municípios da região no combate à propagação do novo coronavírus. Continue lendo

17:20A única justificativa

De uma raposa política do Centro Cívico:

Para quem é do ramo e conhece dos bastidores da política nativa , a única justificativa lógica para o ingresso de Eduardo Pimentel no PSD, avalizada pelo governador Ratinho Júnior, é disputar a reeleição como vice de Rafael Greca e indicado pelo partido. Não há outra alternativa aceitável, assim como não seria crível que Pimentel mudasse de legenda sem essa garantia. Acreditam os políticos que o acordo já foi selado e a candidatura de Ney Leprevost subiu no telhado, mesmo com os desmentidos, notas e papéis, extremamente voláteis na vida política.

16:54O estado social de direito

por Claudio Henrique de Castro

Na atual pandemia global assistimos os governos nacionais atônitos em suas decisões para resolver as crises que se impõem pela falta de planejamento e gerenciamento da crise sanitária.

O básico para o enfrentamento de contenção da expansão do vírus: adoção do isolamento social cada vez mais intenso; assegurar os equipamentos de segurança hospitalar aos profissionais da saúde; expansão do sistema de atendimento de saúde; manutenção dos serviços essenciais e a cobertura econômica das populações carentes.

Neste cenário, o que vemos são basicamente duas posturas: a primeira é o agir e prever os passos da crise com a construção de cenários futuros, um passo a frente dos fatos prováveis; a segunda é reagir no desenrolar da crise, em resumo, sempre um passo atrás dos acontecimentos.

Os governos estão agindo ou reagindo?

Neste momento, no Brasil, acontecem muito mais as reações do que as ações, a começar pelo discurso e as ações do Presidente da República em sua postura contra o isolamento, na negativa da gravidade da pandemia e em outras medidas que atrasam as ações preventivas.

Segundo especialistas, o melhor modelo de gerenciamento da crise pandêmica foi o da China.

Resumidamente: as testagens em massa; os investimentos maciços e a rapidez em prover instalações hospitalares e os equipamentos de proteção aos profissionais da saúde; a coordenação dos serviços essenciais; o isolamento radical para a não propagação do vírus e a desinfecção de instalações públicas e privadas.

O Imperial College, da Inglaterra, calculou 14 cenários possíveis para o Brasil e os relacionou com possíveis ações de mitigação da pandemia. O pior cenário, sem as medidas de isolamento e outras, pode matar 1,1 milhão de pessoas.

Os ultraliberais que governam o Brasil aplicam a mesma receita econômica praticada nos anos de chumbo: primeiro crescer o bolo da economia para, depois, repartir. Agora foram forçados a se portar diferentemente do que realmente pensam.

A pandemia forçou o encontro da diminuta elite abastada com a multidão da penúria social. Como resolver este dilema?

Para chegarmos ao final de tudo isto devemos seguir rigorosamente as orientações científicas e os governos devem gerenciar a crise de forma a dar cobertura e seguir a receita da contenção da crise, não adianta inventar, de forma leiga e ignara, no campo da ciência.

No Brasil onde sempre o povo é esquecido nestes  520 anos de existência, é chegada a hora de refletirmos a importância dos serviços essenciais, da saúde pública ao alcance de todos, da necessidade da educação universal, da inclusão social e econômica das populações carentes e revisitar a profunda falta de solidariedade que campeia em nossas elites do atraso, políticas e econômicas. Continue lendo

16:13O alvoroço, a sugestão e…

Do Analista dos Planaltos

A nota divulgada pelo “Informe Paraná” faz lembrar uma outra publicada aqui neste blog que estranhava todo o alvoroço de Ney Leprevost quando da divulgação da possibilidade da filiação de Eduardo Pimentel. A sugestão era a de que deveria ter contra-atacado afirmando que o novo reforço seria um bom vice para a candidatura dele. Agora, depois de sabe-se lá quantas idas, vindas, etc e tal, vem o documento aqui publicado com data de sexta-feira passada. Resta saber se foi um acordo do governador para acalmar o ânimo de seu secretário, que ainda está no cargo apesar de o próprio Ratinho Junior ter dado um prazo para os pré-candidatos desocuparem a cadeira. Como tudo é política, resta esperar para ver o que vai dar essa manobra.

https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/FMfcgxwHMZSBbdWmxSLvXbHHkkQlFcZC

Partido PSD (1)

15:51Informe do Informe

Mensagem enviada pelo email por um tal de “Informe Paraná”, que tem divulgado apenas notícias do secretário de estado Ney Leprevost, traz o seguinte título, explicativo do texto: “Pimentel se filia ao PSD de Ratinho Junior que fortalece a candidatura de Ney Leprevost a prefeito”. Em anexo, traz um documento do dia 27 de março passado onde, segundo consta, em reunião virtual da diretoria executiva do diretório estadual do partido, teria sido decidido que a entrada do vice-prefeito de Curitiba não impediria o lançamento da candidatura própria à prefeitura de Curitiba – e que esta seria a de Leprevost. Ao final, informa que qualquer decisão diferente será decidida pelo diretório municipal. A primeira assinatura é do governado Ratinho Junior, presidente estadual do partido. A conferir. Segue a mensagem e o documento:

https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/FMfcgxwHMZSBbdWmxSLvXbHHkkQlFcZC

Partido PSD (1)

 

15:14E depois da filiação…

Da assessoria de imprensa de Eduardo Pimentel (PSD)

Pimentel entra no PSD e defende união pelo Paraná

O vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, oficializou nesta quinta-feira a filiação ao Partido Social Democrático (PSD), legenda do governador Ratinho Junior. “Quero agradecer a confiança do governador, que é a maior liderança do nosso Estado e que faz uma gestão moderna e inovadora”, afirmou Pimentel.

A entrada dele no partido aproxima, ainda mais, o governo estadual e a prefeitura de Curitiba. “Nossa proposta é reforçar o diálogo e as parcerias, principalmente, neste período que uma grave pandemia atinge nossa população. Mais do que nunca precisamos de muito trabalho,união, entendimento e integração entre os governantes”, afirmou.

APOIO – A entrada de Pimentel foi avalizada pelos principais integrantes do PSD Paraná. O deputado estadual e secretário da Casa Civil, Guto Silva, elogiou o trabalho dele como vice-prefeito. “O Eduardo é uma jovem liderança que tem contribuído para o desenvolvimento de Curitiba. Tenho certeza que nosso partido, liderado pelo governador, fica fortalecido com essa grande filiação”, afirmou Guto. Continue lendo

15:10Estudantes de Medicina buscam na Justiça antecipação de formatura

Do jeito que veio

Um grupo de cerca de 200 estudantes de Medicina de várias faculdades do Paraná luta na Justiça para antecipar a formatura. O objetivo dos estudantes é somar esforços no combate à epidemia do novo coronavírus. “Esses estudantes querem estar na linha de frente do combate à doença, mas precisam dessa garantia jurídica para obterem o pronto registro no Conselho Federal de Medicina”, diz o advogado Luiz Felipe França, que representa os formandos. França lembra que países atingidos pela epidemia como a Inglaterra, a Itália e os Estados Unidos já adotaram a medida e que o próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta já se mostrou favorável à antecipação. “O governo federal inclusive publicou a Medida Provisória 934/2020 para regular a antecipação de formatura para os cursos de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia.” Ainda de acordo com o advogado, há decisões favoráveis a estudantes de Medicina em estados como Piauí, Maranhão, Ceará e Distrito Federal. “No Paraná O TRF4 tem negado os pedidos desse tipo”, explica.

14:57Janaina Paschoal diz a Bolsonaro que militares vão derrubá-lo se seguir fazendo graça com isolamento

Da coluna Painel, na FSP

Crítica da flexibilização das restrições defendida pelo presidente, deputada pede que ele amadureça

Em resposta a uma postagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) escreveu que os militares vão tirá-lo do cargo caso ele continue “fazendo graça” enquanto o povo sofre.

No vídeo publicado por Bolsonaro, uma mulher que se apresenta como professora particular critica os governadores pelas medidas restritivas impostas no combate ao novo coronavírus. O presidente tem entrado em atrito com os governadores e com seu próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por relativizar a importância das quarentenas como estratégia de saúde pública.

“Se o senhor não parar com essas postagens, os militares vão para a rua para retirar o senhor, com base no artigo 142 da Constituição Federal. Meu povo sofrendo e o senhor fazendo graça. Pelo amor de Deus, amadureça!”, escreveu a deputada.

12:38Para o abraço

Depois de assinada a ficha de filiação no PSD, Eduardo Pimentel será recebido pelo governador Ratinho Junior, presidente estadual do partido. Pode ser tudo.