10:02Premonição

Um sábio da Boca Maldita acha que nesse jogo de ataque e contra-ataque que nos últimos dias envolveu dois grupos de comunicação do Paraná, vale a lição de Mahatma Gandhi: “Olho por olho, uma hora acabamos todos cegos”.

9:52Rastreamento

Escrachada a contradição da líder do governo no Congresso, agora não são poucos os que fazem um rastreamento em todas a participações da paranaense Joice Hasselmann na TV Veja, de onde saiu e, logo depois, foi processada pela Editora Abril.

9:39Democracia já emparedou o autoritarismo

por Vinícius Mota

As instituições democráticas, como previsto, estão vencendo. Elas rapidamente obrigaram o ingrediente autoritário que emergiu das eleições de outubro, misturado a interesses legítimos da sociedade, a se separar da maçaroca.

Em menos de cinco meses, o bolsonarismo vê-se isolado e depurado. Nenhuma organização relevante o apoia mais, nem sequer os principais rebentos da nova direita nascidos dos protestos de 2013.

Na burocracia federal, talvez apenas o nicho vingador de juízes, policiais e procuradores ainda resista na associação, mas asinvestigações no Rio contra o primogênito do clã deverão esgarçar depressa até mesmo essa solidariedade.

Sob o sol, o movimento em torno do capitão regride à célula-mãe. Paranoia, despreparo e fanatismo.
Emparedada, a seita aposta numa manifestação no domingo (26), em que só lhe restará atiçar o golpismo. Contra o Supremo, contra o Congresso, contra o oficialato militar. Pregará no deserto.

Apesar da destruição econômica que a catarse acarreta, há um valor positivo em encararmos esse contraste radical —aquilo que não queremos ser. Isso promove o autoconhecimento e relativiza antinomias que outrora pareciam insolúveis.

Delineia-se, na reação ao Cérbero populista, o Partido Institucionalista. Lideranças e organizações que se esbofetearam nos últimos anos, como se combatessem o inimigo mortal, redescobrem sua filiação comum aos pactos fundamentais do civismo.

A face horrenda do monstro também favorece a autocrítica. O desejo de eliminar o adversário, a imoderação, a ojeriza à derrota política e econômica estiveram, como sempre estão, dentro de nós mesmos. Não foram domados e por isso produziram uma sequência de desgraças que nos deixaram mais pobres e rudes.

Jair Bolsonaro, reduzido a seu átomo original, talvez faça bem ao Brasil. Vai depender de como evoluirá o grande consenso que se esboça contra “isso daí”.

*Publicado na Folha de S.Paulo

8:45A pressão

Do Goela de Ouro

Rosângela da Silva, a Janja, socióloga que namora o ex-presidente Lula, passou poucas e boas desde que o comando da Itaipu saiu das mãos do PT. “Recalcados e alguns direitopatas ficavam sugerindo a demissão dela, que nunca foi considerada”, informa quem acompanhou de perto tal tipo de pressão. Rosângela é funcionária há 16 anos.

8:32Memória seletiva

Um venenoso com memória do Centro Cívico estranhou que, durante as discussões que determinaram o fim da aposentadoria para ex-governadores (mas só a partir de agora), quem votou para isso não lembrou de citar aquele fundo de pensão que remunera ex-parlamentares da própria Assembleia Legislativa.

 

7:51Devoção

Qualquer devoção é linda. Não importa que o santo não a mereça. E mesmo que seja um santo falso (Quero crer que também existam os santos canalhas.) Mas repito: – não importa. O belo, o patético, o sublime são as duas mãos postas e a fé ingênua e forte que se irradia de não sei que abismos radiantes. (Nelson Rodrigues)

7:30Presidente da UNE não é estudante

O Antagonista

Ao contrário do que a União Nacional dos Estudantes divulgou durante as eleições, no último sábado, Marianna Dias, de 25 anos, a nova presidente da entidade, não estuda pedagogia na Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

A informação foi confirmada pela instituição de ensino a O Antagonista. De acordo com a assessoria, Marianna passou no vestibular no segundo semestre de 2009 e desligou-se do curso no segundo semestre de 2015, sem concluí-lo.

 

7:20A distância

A socióloga Rosângela da Silva, namorada e paixão do ex-presidente Lula, será uma das funcionárias da Itaipu que deverão se mudar para Foz do Iguaçu até janeiro do ano que vem, por conta da desativação do escritório da hidrelétrica em Curitiba. Se Lula continuar preso na sede da Polícia Federal, 630 quilômetros de distância separarão um do outro.

20:01JAMIL SNEGE

Ontem vi um jovem preso
a uma cadeira de rodas.
Mãos, pernas, tronco –
imobilizados numa rigidez
de pedra.
De vivo apenas seu olhar –
atento, vigilante,
como se contemplasse tudo
das alturas.
Que expressão, Senhor,
que força poderosa…
Tua puseste todos os seus
músculos ali.

19:19ZÉ DA SILVA

Cadeira de rodas é para o corpo. A mente não precisa. Vi uma encostada no canto de um quarto vazio, piso de cimento, paredes com reboco caído em algumas partes. A luz da janela não tirava o cinza daquele objeto inanimado. O dono tinha ido embora para sempre. Levou a esperança que tomou conta dele desde que as pernas lhe faltaram num caminho de roça. Era obsessão. Ela lhe tirou as asas para voar no pensamento e aproveitar a lucidez. Tempos depois uma foto chegou na tela branca do computador. Mesma cena, mas num barraco de tábuas coloridas no interior do Paraná. Sem referências. Apenas a mesma cadeira silenciosa encostada numa parede ao lado do que seria uma janela. A diferença é que a que eu vi estava de costas para a rua – a outra, de frente. Seria para a vida?

16:04Informações sobre Rosângela

Pode ser tudo. Em 2006 o então deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB) encaminhou o seguinte pedido de informações:

RIC 3596/2006

 Solicita informações ao Ministro de Minas e Energia sobre contrato de trabalho da funcionária Rosângela Silva na empresa estatal ITAIPU BINACIONAL.

Não houve resposta oficial. Alegação: sigilo.

https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=313641