17:46A guerra da vacina

Do enviado especial

A Folha de S. Paulo deu e a Gazeta do Povo replicou entrevista do ex-diretor do Instituto Butantã, Isaías Raw, em que ele opina sobre a compra de vacinas contra a dengue pelo Governo do Paraná. Em resumo, o viés da notícia é que o governo estadual jogou R$ 90 milhões no lixo. Questionada, a Secretaria da Saúde emitiu nota sobre a necessidade da compra e aplicação do medicamento em 30 cidades onde a dengue era endêmica e epidêmica.

O texto diz que Raw não é uma fonte isenta para falar sobre o assunto, uma vez que ele tem interesse na venda de vacina similar, de sua propriedade, ainda não homologada, e informa que o laboratório Sanofi, de onde vieram as vacinas usadas, detém o único medicamento reconhecido no mercado.

A secretaria pondera que: “No período epidemiológico anterior à vacinação, entre agosto de 2015 e julho de 2016, o Paraná enfrentou a pior epidemia de sua história, com a confirmação de 56.351 casos e 63 óbitos por dengue”.

A nota prossegue com outra matemática: “Desde agosto de 2016, quando foi definida a campanha de vacinação contra a dengue, foram confirmados 1.241 casos de dengue no Paraná e nenhuma morte pela doença, sendo que somente 40 pessoas vacinadas foram notificadas com suspeita clínica de dengue leve, sem confirmação laboratorial. Isso representa 0,01% do total de vacinados”.

17:35Pela condenação

“Como cidadão, sei que ele [Lula] deve ser condenado politicamente, pois, ao escancarar as portas do Estado para a corrupção e aceitar a função de lobista de grandes empresas, não manteve a dignidade que se espera de um presidente da República e um líder popular”.

de Cesar Benjamin, fundador do PT e um dos coordenadores da campanha de Lula à presidência em 1989. Seis anos mais tarde ele saiu do partido – por desilusão. 

17:08Granado e…

Ricardo Barros teve encontro hoje cedo com Ademar Traiano, presidente da Assembleia Legislativa do Paraná. Ao lado do ministro estava o advogado Marcos Granado. Comentário de quem viu a cena: “Nome apropriado do causídico. Ele é quem proteje Barros das granadas atiradas.”.

16:20Por motivo de trombada

por Guilherme Voitch, na revista Veja

Governador Beto Richa vai mudar secretário de segurança do PR

O governador Beto Richa (PSDB) estuda o nome do novo secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná. O atual titular da pasta, o delegado da Polícia Federal (PF) Wagner Mesquita, entrou em rota de choque com oficiais da Polícia Militar. A demissão será oficializada nos próximos dias — ou horas.

Para eles, Mesquita priorizou a Polícia Civil em questões orçamentárias. Também pesou na decisão o episódio dos coletes balísticos vencidos e o caso do corpo de um rapaz assassinado em Colombo, região metropolitana de Curitiba, que permaneceu no meio da rua por 13 horas esperando a chegada do Instituto Médico Legal (IML).

11:21Gazeteira

A presidente do PT, aquela senadora escalafobética, cabulou a aula sobre a Inconfidência Mineira. Fosse aluna aplicada, já teria comparado Lula a Tiradentes. Deve achar que Tiradentes é apenas aquela praça em frente à Catedral. (Rogério Distéfano)

11:17JORNAL DO CÍNICO

Do Filósofo do Centro Cínico

Todos os coitados que recebem auxílio-moradia porque estudaram, se formaram, passaram em concurso público e se tornaram desembargadores, juízes e promotores, e podem perder tal ajuda que até agora evita que morem em favelas, cortiços ou embaixo de pontes, vão apresentar uma sugestão que acham justa ao STF. Concordam em perder a ajuda, mas querem receber o retroativo do auxílio a partir do dia em que Cabral descobriu o Brasil.

10:53Auxílio-moradia retroativo no Ministério Público

por Frederico Vasconcelos, no blog Interesse Público

Está na pauta da primeira sessão do ano do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), no dia 5 de fevereiro, o controle do pagamento reatroativo de auxílio-moradia aos membros do Ministério Público do Estado de Goiás.

O procedimento foi requerido pela Comissão de Controle Administrativo e Financeiro do órgão, com base em reportagem jornalística, sendo parte interessada a Associação Goiana do Ministério Público.

Na última quinta-feira, o “Painel” da Folha informou que a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, “avisou a associações de magistrados que vai colocar em votação, no início de março, a ação que pode acabar com o auxílio-moradia”.

Liminar concedida pelo ministro Luiz Fux em setembro de 2014 –e não julgada até hoje– ampliou a concessão do auxílio-moradia para a magistratura, decisão na qual o Ministério Público pegou carona.

Em outubro de 2017, o corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, suspendeu liminarmente ato do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte que concedia o pagamento de auxílio-moradia retroativo aos magistrados estaduais.

A pauta da primeira sessão ordinária do CNMP em 2018 foi publicada em portaria assinada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, presidente do órgão. Estão listados 80 processos, sendo 76 eletrônicos e quatro físicos.

10:28Adeus às armas

de Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/ )

SE EU USAR uma pistola sem registro, tomar um pileque e matar o primeiro cara que vier pela frente, apanhado no flagrante vou preso e respondo por homicídio doloso. Se pegar meu carro, habilitação vencida, tomar um pileque e matar alguém no sinal vermelho, não sou preso e respondo por homicídio culposo.

Que nem o motorista carioca que, em crise de epilepsia atropelou, uma dezena de pessoas e matou o bebê de oito meses. Deixou a delegacia depois do depoimento e responderá por homicídio culposo. Estar com a habilitação vencida e ter omitido ser epiléptico no exame de saúde do departamento de trânsito não qualificam os homicídios como dolosos.

Moral da história imoral: não use arma de fogo, use arma de gasolina.

9:48Enquanto isso, no PMDB do Paraná…

Do Analista dos Planaltos

O diretório nacional do PMDB sentou em cima da expulsão de Requião. O processo existe e foi requerido pela ala jovem do partido. Entretanto, hoje o senador paranaense é protegido por dois caciques: o multi-processado Renan Calheiros e o eterno José Sarney. Contra esses padrinhos a quem serve, duvida-se que o ex-governador fará seus repetitivos discursos moralistas.

Como as eleições se aproximam e o no Paraná o PMDB definha a cada dia, ao ponto de além de ter perdido metade dos deputados estaduais não contar com nenhum prefeito em municípios expressivo para o pleito de 2018 (Requião também detonou os diretórios de Foz do Iguaçu, Curitiba e Londrina), surgiu agora uma solução de convívio mínimo entre os grupos conflitantes.  Uma Comissão Provisória deverá ser criada epresidida pelo veterano dirigente Milton Buabssi .

A comissão garantiria o espaço dos deputados federais dissidentes e tentaria conduzir o pleito impedindo que a família Requião se apodere integralmente do polpudo fundo partidário e do tempo de televisão. Orlando Pessuti estaria fora desse acordão fisiológico. Deverá procurar outra legenda com seu grupo.

Esse é o cenário do dia que descontenta profundamente Requião, que não seria expulso, mas perderia o comando absoluto do partido que conduz isoladamente com seus funcionários e familiares.

8:52UPA, UPA

Do Goela de Ouro

A Unidade de Pronto Atendimento da Cidade Industrial de Curitiba continua fechada, apesar dos protestos dos moradores que aconteceu na semana passada. Quem está acompanhando por dentro o empurra, empurra das responsabilidades diz que também assusta o fato de a Procuradora Geral do Município, Vanessa Volpi, estar sendo emparedada pelo procuradores do Ministério Público, pois muitos fariam parte da torcida do ex-prefeito Gustavo Fruet. A novela tem outro ingrediente: o MP é contra a terceirização do atendimento na Saúde. Enquanto isso, a unidade, novinha, continua lacrada e, obviamente, quem mais sofre no meio da confusão é o povão, que deveria ser o maior beneficiado.