8:53Ô, dó!

Mas não é de chorar de pena, de dó?  O procurador Leonardo Azeredo dos Santos, do Ministério Público de Minas Gerais, desabafou na sessão da Câmara dos Procuradores: “O senhor me desculpe o desabafo, eu estou fazendo a minha parte. Eu estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou passando a gastar R$ 8 [mil], para poder viver com os meus R$ 24 mil”. Disse que é um miserê e que se a coisa continuar assim, vai virar pedinte. Seus colegas aqui do Paraná concordam com o choro?

4 ideias sobre “Ô, dó!

  1. Ana Claudia Fortes

    Devia por na cadeia um cara desses.
    Deveria fazer ele viver com o salário do povo brasileiro.
    Infelizmente esses caras é que estragam a imagem do MP.

  2. Oto Lindenbrock Neto

    Ana Cláudia: esses caras SÃO a cara do MP. O juiz Bretas ( o Moro carioca) mora num casebre no Rio de Janeiro avaliado em modestos 5,8 milhões de reais. O ilustre juiz é proprietário da modesta habitação. Mas não abre mão do auxílio moradia. Aliás, a conge do paladino carioca também é juiza e percebe o auxílio. Juntos abocanham perto de 10 mil reais e não moram em cidade longe do domicílio de origem. Não é divino maravilhoso?

  3. SERGIO SILVESTRE

    A “imagem” do MP é essa ai,outros sáo racistas como o “CRISTÃO” Dalagnol que usa de um acidente de trabalho ,onde a pessoa perde um dedo para tirar um sarro e o chamar de 9 dedos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>