12:18Energia roubada

Do Goela de Ouro

A Ande, dos paraguaios, não usou apenas a energia adicional, a mais barata. Como Itaipu não tinha energia adicional, em três meses do ano passado ela utilizou a contratada pela Eletrobras, que custou US$ 50 milhões para a estatal brasileira. Ela não usou – e não pagou para Itaipu, que ficou no prejuízo. Agora, em 2019, como é “ano seco’, vai ter pouca energia adicional, e se prevê que vão ‘passar a mão’ em mais US$ 100 milhões da Eletrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>