18:52ZÉ DA SILVA

Uma cabeçada no nariz é como se a parte óssea atravessasse o cérebro da vítima e saísse pela nuca. Uma canetada no olho com a pena de uma Sheaffer, daquelas em formato de unha, é ver dentro da retina ,no globo ocular vazado, as sete pragas brigando com os vermes que esperam a hora de nos devorar sem garfo, faca  e muito menos com guardanapo do pescoço. Me chamam de boca suja, violento – e eu digo que fui canonizado na Praça São Pedro porque o Papa da vez viu minha luz angelical e oficializou o santo. Expurgo os pensamentos assim, porque às vezes vem o trem pilotado pelo comandante do lado escuro da alma – e o bem vence, como num filme desses que deixam para o final algo como os casamentos nas novelas da televisão, depois de capítulos e capítulos onde só livram a cara dos animais porque ainda não liberados. Cabeçada. Canetada. Os anjos aqui dentro cantam amém. Todos se salvaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>