9:34Justiça poética

De Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário

O governador Ratinho Júnior quer acabar com a aposentadoria dos governadores. Medida salutar: governador não fica inválido quando deixa o cargo, sempre disputa outro mandato ou ganha cargo vitalício com ademanes de magistrado; não sai velhinho e inútil do governo.

Ratinho pode fazer isso, é rico de berço, muito rico, riquíssimo. Tão rico que diante de governadores que enriquecem no cargo e acabam na prisão preventiva, parece que é governador por hobby ou caridade. A proposta pode ser demagógica, mas é justa. Contudo, carrega dose de maldade.

Maldade com o ex-governador Roberto Requião, que terá de viver das aposentadorias de senador e advogado. E justiça, ainda que poética, pela língua de Requião, que, candidato ao governo pela primeira vez, criou um escândalo falso em cima da aposentadoria do ex-governador José Richa.

Sem o apoio de Richa, o ingrato Requião não seria eleito prefeito de Curitiba, no que deslanchou a carreira política. Hoje aposentado como governador, foi oportunista e malicioso ao condenar a aposentadoria de Richa e ignorar a de outros governadores, um deles com um mês na função.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>