11:30Ligações Perigosas 2

Do Analista dos Planaltos

Enquanto o senador Roberto Requião passeia no exterior em mais um dos muitos convescotes de luxo patrocinado pelas verbas generosas do Senado e do PMDB, seus adversários vão reunindo munição para a próxima campanha. O tema do momento é Rodriguinho Rocha Loures, o “Homem da Mala” que se encontra em prisão domiciliar e de tornozeleira eletrônica.
Ele é apadrinhado de Requião, foi seu chefe de gabinete e em seguida indicado na lista para Deputado Federal. Depois foi indicado e apoiado por Requião como candidato a Vice-Governador. Também assumiu a presidência do PMDB estadual até ser guindado a assessoria do Presidente Michel Temer. Os fatos, se não comprometem, fragilizam e muito o discurso falso moralista do senador que vive a bradar cadeia para seus adversários no estilo do folclórico Alborghetti, inventor do bordão.

4 ideias sobre “Ligações Perigosas 2

  1. Jôesleí Bife Sujo

    EDUARDO REQUIÃO – empregada dos dólares do armário – operação Dallas – Porto de Paranaguá
    Maurício Requião – Conselheiro de Itaipu de Dilma Roussef e PT – lavador de calçadas da Gazeta do Povo – sem emprego atualmente arrumado pelo irmão
    Carne Fraca – João Arruda e Daniel Gonçalves – PMDB Paraná
    Requião Filho ou Mauriciio Mello e Silva – Usina Termelétrica a Gás UEG – Petrobras – Escritório de advocacia Pinheiro Neto – Brasília

  2. jose

    ZB, procura nos teus arquivos antigos aí, mas este escritório “Pinheiro Neto” de Brasília não é um que era contratado sem licitação pelo governo requião por seu “notório saber”?
    Acho que é este mesmo, mas não teno certeza…

  3. Sergio Silvestre

    Enquanto não se curam de uma doença bucólica tratada por psicologo,eles vão postando e comentando asneiras contra o Requião;.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>