8:56O roteiro escrito por Temer

Do analista dos Planaltos:

Os atingidos com a delação do empreiteiro da Valor e que se abrigam nos gabinetes principais gabinetes do Palácio Iguaçu, Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Paraná não precisam se esforçar para explicar o inexplicável. Basta seguir o roteiro de Michel Temer sobre a delação do doleiro Dilson Funaro, ou seja, de que ele tem “vontade inexorável de perseguir o presidente”. E, para arrematar… “a suposta segunda delação, que estava sob sigilo na Procuradoria-Geral da República (PGR) mas tem vazado ilegalmente na imprensa nos últimos dias, apresenta inconsistências e incoerências próprias de sua trajetória de crimes”. Que tal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>