18:19Dois

Do blog Cabeça de Pedra

No meu reino só cabem duas pessoas – e eu não me suporto. Brigo constantemente porque sempre acho que o outro falhou e ele me diz claramente que a cagadona é minha. Não tenho lembrança de quando descobri esse mala que me atormenta diariamente e muitas vezes  nos meus sonhos. Às vezes entramos num acordo, mas logo há esfaqueamentos mútuos, cuspidas, chutes no saco, etc. Quem inventou isso foi um grande filho da puta – e não me importo se algum de vocês pensar em deus, qualquer que seja. Eu queria ser feliz, mas uma vida inteiramente assim com certeza seria um porre sem a mínima graça. Mas também não queria o tormento, o fio da navalha rondando a retina da alma, o sangue explodindo na cara, a morte sempre na espreita, os outros querendo entender. Caralho! Eu não entendo porque tenho essa outra pessoa aqui dentro – e não há como assassiná-lo. Talvez isso seja vida. Talvez isso seja resultado do vírus nosso dos infernos. Como vou saber? Entendo tiro de calibre doze no céu da boca. Deve ser por isso. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>