21:21O jogo e o ouro

O futebol brasileiro merecia a medalha de ouro de uma Olimpíada. Isso é uma coisa. A de hoje veio nos pênaltis contra o belíssimo time da Alemanha, depois de um empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. Sim, é para festejar, mas cobrança de pênaltis é algo que não deveria decidir títulos tão importantes. O adversário meteu três bolas na trave do Brasil e Weverton ainda fez um milagre em tiro quase à queima-roupa durante o jogo. Os alemães tinham padrão definido de jogo. Os brasileiros dependiam do talento individual de Neymar, Gabriel Jesus e Luan. O melhor jogador do Brasil foi, disparado, o meia Renato Augusto. Weverton segurou a quinta cobrança do adversário, batida por Pettersen, deixando caminho para o tiro definitivo de Neymar. Em tempo: Weverton é goleiro do Clube Atlético Paranaense. Outra: nunca se agradeceu tanto a Deus e Jesus Cristo por uma conquista. Ainda bem que os alemães não entendem português para tentar imitar. Nem a bola.

Uma ideia sobre “O jogo e o ouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>