8:07CONCORDÂNCIA DE GÊNERO, DISCORDÂNCIA DE SEXO

Rogério Distéfano 

Não deu

TRAMPOLIM

Entrou água na parceria entre Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso, atletas olímpicas que representam o Brasil no salto sincronizado em piscina. Motivo fútil – diante do esporte, é claro: Ingrid encantou-se com outro atleta e levou-o para noite de amor no quarto que dividia com a parceira. Giovanna não gostou, bateu o pé, foi dormir alhures e relatou o episódio à direção da equipe. Podia ser resolvido em casa, no quarto. Não saltam sincronizado? Então sincronizassem: uma transava, ainda que aos saltos; a outra dormia, sem sobressaltos.

Acabou no Irajá

O Senado deu mais um passo em direção ao impeachment de Dilma – que está ‘Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá’, como na peça de teatro. Tanta arrogância, tamanha autossuficiência foram vencidas pela insuperável ignorância e pela patética incapacidade da presidente.

A grossura obriga

O senador Cristovam Buarque votou pela continuidade do impeachment. Antes, reuniu-se diversas vezes com a presidente e convenceu-a a alterar pontos da falada ‘Carta aos Brasileiros’.

As paredes do Alvorada tremeram com os palavrões que a refinada senhora destinou ao senador quando soube de seu voto. Impolitesse oblige – a grossura obriga, sempre Dilma.

A lenda e a realidade

“NÃO SEI SE Vossa Excelência está acostumada a esse tipo de ambiente” – da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF, quando este presidia a sessão do Senado sobre o impeachment de Dilma. Acostumada? De tanto conviver com Dilma, a senadora define o gênero pela forma de tratamento, não pela espécie que veste o gênero.

Atribui-se algo parecido ao ex-prefeito Rafael Greca e o arcebispo dom Pedro Fedalto. Greca, frequentador do palácio episcopal, lá esperava o arcebispo, que vinha de visita a dioceses. Na chegada, Rafael pergunta a dom Pedro, “V. Exa Revma está cansada?”.  Dom Pedro responde, “Cansada, Rafael? Estou morta!”. Atribuído, porque há registros iguais em outras situações, com outros personagens.

O fato atribuído a Greca tornou-se lenda urbana, como a vivida por James Stewart em ‘O homem que matou o facínora’, faroeste clássico de John Ford.  No funeral de um velho amigo, John Wayne, presente o conterrâneo James Stewart, ex-senador e agora vice-presidente dos EUA, um repórter levantava o episódio que fez a fama e a carreira de Stewart: a morte em duelo do facínora, Lee Marvin.

Ao saber que a morte do facínora, Lee Marvin, em duelo, foi mérito de John Wayne, não Stewart, o repórter que o entrevistava recusou-se a corrigir o fato histórico. Disse a Stewart que queria se livrar do estigma de ter feito carreira em cima de um ato de violência, a frase que fez história no cinema: “Quando a lenda é mais importante que a realidade, imprima-se a lenda”.

Nem Greca é apedeuta como a senadora amazonense, nem dom Pedro é dado a tiradas picantes. Mas como Greca está aí, na berlinda, não lhe tira pedaço evocar a lenda. Porque com Rafael Greca é melhor imprimir a lenda. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>