10:39Gazeta do Povo vendida por um real

por João José Werbitzki, no blog do JJ

A notícia deve ser confirmada nos próximos dias: a família Lemanski vendeu por um real a sua participação acionária no jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, para a família Cunha Pereira, que já era acionária da empresa.

O motivo deve ter sido, segundo minhas fontes, os prejuízos acumulados nos últimos anos pelo jornal (que teriam sido de R$40 milhões no ano passado), os quais vinham sendo cobertos com lucros da RPC TV (sociedade dos Cunha Pereira com os Lemanski).

A sociedade entre as duas famílias não se altera na rede de TV, mas nos jornais acaba. Além da Gazeta do Povo os Cunha Pereira agora também são os únicos donos da Tribuna do Paraná, que vem perdendo circulação ano após ano (da mesma forma que a Gazeta do Povo, o que deve ter se ampliado com a transformação do jornal do formato standard para berliner).

Na semana passada a Gazeta demitiu 12 funcionários sênior, inclusive o competente diretor de redação, Eduardo Aguiar, e outros que tinham sido contratados em Rio e S.Paulo, muitos deles com salários de R$50mil.

Minhas fontes revelam que a Tribuna deverá deixar de circular até junho (se não reverter suas perdas em circulação e receita)..e que a Folha de Londrina enfrenta também uma situação delicada, com uma dívida da ordem de R$40milhões.

14 ideias sobre “Gazeta do Povo vendida por um real

  1. MARCELO ARAÚJO

    Em 15 de julho de 2012 o Jornal Gazeta do Povo cedia espaço para seu colunista Celso Nascimento fazer um ataque covarde e mentiroso contra minha pessoa, o qual se repetiu na coluna de 17 de julho. Nos dias subsequentes o ataque foi do Editorial e matérias, tendo sido ainda colocado um jornalista para como disseram, dar capítulos a novela que se iniciaria quando decidi me afastar da secretaria. Tudo isso para proteger e alavancar o candidato Gustavo Fruet, que na mesma toada se aproveitou para me usar no ataque contra o Ducci. Minha estimativa era que o tempo de luto seria de uma gestão, já que os objetivos de tudo isso eram políticos. Acho que tanto Gazeta quanto Celso nem vão durar tanto, e o Gustavo forçosamente tem que ficar, mas por ele já tinha vazado. Aqui se faz…

  2. rodrigo

    Zé, eles deveriam transformar a Tribuna em um jornal como Metrô e Jornal do Ônibus. O nome Tribuna, forte e tradicional, não pode ser descartado. O problema (para o GRPCom) é que hoje existem opções parecidas distribuídas gratuitamente. Acabar com a Tribuna parece a opção mais fácil. Poderiam mantê-la minimamente rentável mudando a forma do negócio. Eles têm as máquinas, os contatos, tudo. Deve existir demanda de anunciantes para um jornal gratuito produzido pelo maior grupo de comunicação do Paraná, certo? A não ser que eles planejem essa transformação para a própria Gazeta…

  3. TOLEDO

    Fico feliz que a Gazeta tenha que mudar o seu rumo. Lamento se ocorrer demissões, mas espero que sejam minimas. O mesmo vai ter que acontecer com a Folha, Estadão, Revistas Época, Quanto É e Veja tambem Jornal O Globo. O Passaralho como diz o ZB que é da Tribo, deveria passar pela cupula primeiro.

  4. Maikon

    Tenho achado os blogs de política muito ruins ultimamente. Enfim uma notícia interessante, mas foi chupada de outro blog.

  5. MARCELO ARAÚJO

    BELUGA, na época cheguei a pensar nisso, mas na política nem sempre essa é a melhor ‘política’. Por exemplo o prefeito e seu secretário de negócios, aliás de governo, movem ações contra o Bruxo Chik Jeitoso que se iniciaram em 2013 e cujas audiências se realização nessa semana, 3 anos depois, num outro quadro. A indenização que você se refere é por dano moral, mas como buscar reparo moral de quem não tem moral, como arrancar dinheiro de quem em breve não valerá R$ 1,00?
    Vitor, nem mais nem menos. Se você me vê assim quem sou eu para discordar? Não sou rico, não tenho padrinho político nem familiar da política. Tenho apenas minhas palavras e coragem de propagá-las, ao ponto que até você e o Beluga dedicaram seu tempo a ler e comentar, ou seja, por uma fração de tempo fui foco de sua atenção. Uma coisa é certa, quando só eu falava que o prefeito era um omisso e incompetente era solitário. Hoje é difícil superar a concorrência…

  6. João da Silva

    Depois das mudanças a Gazeta do Povo o jornal ficou terrível. É triste, mas é verdade. Os jornalistas novos contratados não têm ideia do que estão fazendo e metade do jornal é traduzido do Washington Post. Querem manter o jornal mas trocam jornalista por tradutor e a qualidade vai no chão. Como?

  7. Sergio Silvestre

    Eu acho que os políticos não estão mais despejando dinheiro em jornais por trazer pouco retorno ,hoje é muito melhor os blogs parceiros para levantar a bola de sicários ,celerados e outros delinquentes da politica.

  8. João da Silva

    Quem puder, leia a nota publicada hoje (23-02) no Caderno G sobre o seriado House of Lies. Aparentemente o funcionário que mais trabalha na Gazeta atualmente é o Google Tradutor

  9. Thiago Hart

    A Gazeta acabou!! Falta só marcar o enterro… E acabou pq os donos não tiveram coragem de encarar a redação – e não souberam contratar direito. Ao invés de buscarem talentosos bichos do Paraná se encantaram com os cariocas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>