21:07Dois cineastas

Do blog Cabeça de Pedra

Dois meninos querendo cinema é um acontecimento. Encontrá-los por acaso vale um filme. Cineastas já são. Falta a câmera na mão. Falei a um deles, de 13 anos, sobre os fotógrafos que trabalham ou trabalharam com os grandes diretores. Pedi para pesquisar e olhar. Ao outro, praticamente com a mesma idade, contei como me perdi para o bem na vida ao ver, já adulto, Teorema, do Pasolini. Terence Stamp me tirou do gueto da pobreza cultural e nunca mais parei de olhar o mundo com outros filtros. Dois meninos num mundo tão imbecilizado pela internet… Tudo está aí, para ver e fazer. Orson Welles entrou numa caixa com os filmes shakespeareanos, assim como Samuel Fuller saiu com a violência poderosa de suas imagens e histórias. Preto e Branco. Preto no Branco. Os meninos têm muito o que beber, mas descobriram a fonte. E lá estava um velho ainda não saciado. Porque é assim mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>