14:49Revisionismo estéril. Ou histérico?

por Marcelo Mota, do Capital blog http://www.capitalblog.etc.br/revisionismo-esteril-ou-histerico

O febeapá continua a solta. Ontem, na Assembleia, por 29 votos a nove, os deputados estaduais aprovaram um projeto de lei que revoga o título de cidadão honorário do Paraná concedido ao ex-ministro José Dirceu (PT). A proposta foi apresentada pelo jovem deputado Felipe Francischini (SD), revogando lei estadual do então governador Roberto Requião (PMDB), de 2003, que concedeu o título. Os dois atos não passam de bobagens. Conceder títulos honoríficos, em geral, é coisa de quem não tem o que fazer. Revogá-los, não passa de revisionismo estéril. Ou histérico.

Coisa semelhante o vereador petista Pedro Paulo tentou fazer na Câmara de Vereadores de Curitiba, ao propor a mudança de nomes de logradouros que homenageiam gente ligada à ditadura militar. Rematada tolice. Tentativa de reescrever a história, como faziam soviéticos e chineses, apagando das fotografias os camaradas caídos em desgraça. Quem já leu 1984, de George Orwell, sabe como a coisa funciona. Ao invés de reescrever a história, os nobres parlamentares fariam melhor se tentassem escrevê-la. Mas isso, claro, é mais difícil.

Em tempo: para quem tem menos de 50 anos, febeapá, ou Festival de Besteiras que Assola o País, foi a forma encontrada pelo cronista Sérgio Porto – mais conhecido como Stanislaw Ponte Preta – para criticar as bobagens cometidas pelos militares após o golpe de 1964.  Pena que o febeapá continua.

2 ideias sobre “Revisionismo estéril. Ou histérico?

  1. Clint Eastwood

    Data vênia caro Marcelo, mas você parece ser dono de uma memória seletiva extraordinária, ou não sabe que nossas crianças estão sendo educadas na base deste mesmo revisionismo histórico, ou histérico como você mesmo diz? Já chamam o Enem de Exame do Ensino Marxista, você certamente já ouviu isto. Ou não ?

  2. Clint Eastwood

    Perdão, esqueci-me também, parece que sofro do mesmo problema do Marcelo, Enem se entende assim: Exame do Ensino Médio Marxista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>