14:40O bafômetro entra na vida dos maconheiros

Do site JusBrasil

Bafômetro Maconheiro: uma inusitada criação do Canadá

Já viu de tudo? Veja mais esta: uma empresa canadense desenvolveu um bafômetro que detecta se determinada pessoa fez uso ou não da maconha e anuncia até a quantidade ingerida. O processo está em fase de testes e é certeza de muita resistência e inquietações.

Pronto. Está aí um assunto para ser trazido à tona nas rodas de bate papos neste final de semana: você é contra ou a favor do “Bafômetro Maconheiro”?

O Diário de Pernambuco anunciou informou:

O bafômetro é o terror de quem bebe antes de dirigir. Agora, até a quantidade de maconha presente no organismo dos motoristas poderá ser detectada. A empresa canadense Cannabix Technologies está desenvolvendo uma versão do aparelho capaz de cumprir essa função. O produto está em fase de testes, mas ainda não há previsão para ser comercializado.

A ideia é utilizá-lo inicialmente na polícia rodoviária norte-americana. O National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), órgão responsável pela segurança viária nos Estados Unidos, publicou artigo afirmando que a maconha prejudica habilidades psicomotoras e a função cognitiva do indivíduo. No entanto, ainda não se sabe a quantidade exata da substância capaz de afetar o desempenho do condutor.

Alguns estados nos EUA não toleram o uso da maconha pelos motoristas, enquanto outros, como Montana e Washington, já estabeleceram um limite de cinco nanogramas por mililitro no organismo.

como Montana e Washington, já estabeleceram um limite de cinco nanogramas por mililitro no organismo.

2 ideias sobre “O bafômetro entra na vida dos maconheiros

  1. Pingback: Amaconhados do Brasil, tremei. Vem aí o bafômetro da maconha - Paçoca com Cebola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>