18:43A cidade e o automóvel

A prefeitura de Curitiba informa:

Seminário internacional sobre o Uso do Automóvel na Cidade tem início nesta quinta-feira

A mobilidade urbana nas grandes cidades do Brasil será discutida em Curitiba nesta quinta (9) e sexta-feira (10) durante o seminário internacional Uso do Automóvel na Cidade, organizado pela Prefeitura de Curitiba em parceria com a Renault do Brasil, Associação Comercial do Paraná, Grupo GRPcom, Universidade Positivo e Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBPQ).

O evento será realizado no Salão de Atos do Parque Barigui e tem como objetivo apresentar e discutir ideias inovadoras e soluções alternativas ao uso do automóvel, além de propostas que contribuam para a melhoria da qualidade de vida nas cidades e que possam ser implementadas em todo o mundo.

A abertura do seminário, na noite de quinta-feira, a partir das 20 horas, terá a palestra-magna “A Mobilidade Individual Sustentável Livre de Carbono”, de Victor Edgens, diretor de pesquisa e treinamento do Vedecon, instituto francês que reúne companhias do setor automotivo, grandes empresas do setor aeronáutico, pequenas e microempresas, universidades, escolas de engenharias e órgãos do setor público. O secretário do Governo Municipal de Curitiba, Ricardo Mac Donald Ghisi, também fala na quinta sobre o “Uso Urbano de Carros”. Também está programado o lançamento do livro “O Automóvel – O Planejamento Urbano e a Crise das Cidades”, de Ricardo Caruso.

A programação da sexta-feira será aberta às 8h30 com a palestra “Mais Cidade, Menos Automóvel”, do ex-governador do Estado do Paraná e ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner, autoridade mundial na área do urbanismo. Na sequência, serão realizadas três sessões de palestras e debates envolvendo especialistas, estudiosos e representantes do poder público, da academia, da indústria e da sociedade.

A primeira sessão, “Experiências de Sucesso da Administração Pública sobre o Uso Urbano do Automóvel”, será realizada a partir das 10h30 e terá como moderador o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, e a participação de: Guadalupe Rodríguez Marcaida, da Secretaria de Transporte e Trânsito de Buenos Aires (Argentina); Mario Axel Miranda, da Secretaria de Segurança Pública e Rodoviária de Toluca (México); Manuel Heitor, do Centro de Estudos em Inovação e Políticas de Desenvolvimento do Instituto Superior Técnico de Lisboa (Portugal); e Françoise Meteyer-Zeldine, do Centro de Expertise sobre Meio Ambiente, Mobilidade e Cidades do Governo da França. Os palestrantes apresentarão os projetos e soluções de mobilidade urbana implantadas em suas respectivas regiões.

Academia

Os estudos da academia na área de mobilidade serão apresentados na sexta-feira, às 14 horas, na sessão “Revisão Acadêmica de Soluções implementadas e Novos Modelos para o Uso Urbano do Automóvel”, com a moderação do diretor do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, Sérgio Pires, e a apresentação de painéis de: Caio Vassão, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e do projeto Pocket Car; Paolo Bertaccini Bonoli, fundador do Centro de Pesquisa Territoria, associado ao Centro Avançado ASAG, da Universidade Católica de Milão; Cássia Maria Lie Ugaya, do departamento acadêmico de Mecânica da Universidade Técnica Federal do Paraná (UTFPR); e Guillermo Petzhold, da empresa Embarq Brasil.

As recentes pesquisas e propostas da indústria para o uso urbano do automóvel serão destacados na sessão “Pesquisa e Propostas da Indústria para o Uso Urbano do Automóvel, que se inicia às 16h15, com comando do jornalista e especialista em segurança no trânsito J. Pedro Corrêa e a participação de Jean Grebèrt (Renault), Paulo Cesar Waidzik (Motiva S/A), André Marim (Fleety) e Jorge Mussi (Volvo).

 

Seminário internacional Uso do Automóvel na Cidade

Data: 9 e 10 de abril

Local: Salão de Atos do Parque Barigui

Abertura: sexta-feira, 20 horas, com palestra-magna “A Mobilidade Individual Sustentável Livre de Carbono”, de Victor Edgens

Uma ideia sobre “A cidade e o automóvel

  1. Professor Xavier

    Aposto com quem quiser, os estacionamentos dos Parque Barigui vão ficar entupidos de carros. Curitibano adora falar em mobilidade urbana, sustentabilidade, sequestro de carbono, mas não abre mão de ir para o trabalho de carro. Imagine o que o meu vizinho vai pensar de mim, o cara deve estar na pior, vai de ônibus para o trabalho. Moro no caminho dos que vem do Campo Comprido e vão para o Centro, é um inferno todos os dias, às vezes tenho que pedir pelo amor de Deus para poder tirar o carro da garagem. E a mesma tragédia acontece na volta, é o mesmo inferno da ida. Transporte coletivo é sinônimo de pobreza. Deixemos de ser tão hipócritas, odiamos andar de ônibus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>