9:08Papel higiênico na praia

por Mané Galo, da Ilha do Chapéu, na Baía de Guaratuba

 

Metade das casas no Paraná não tem esgoto, segundo publicou um jornal local na edição deste sábado. O Paraná não é  diferente do restante do pais, muito embora esteja bem colocado  nessa matéria e outras tantas que medem os índices de desenvolvimento humano. O reflexo da falta de investimentos adequados no saneamento básico está nas praias brasileiras. A maioria delas tem placas indicando contaminação. É o velho esgoto que corre solto em direção ao mar. Florianópolis, e algumas praias do Paraná, estão acima da média das que ainda tem água sem ou com menos cocô . Com tanto esgoto correndo para o mar, as tradicionais e agradáveis ferias na praia estão virando uma caca. Se as autoridades responsáveis não tomarem atitudes sérias para acabar com o esgoto jogado no mar, vai chegar o dia em que o sujeito vai trocar a toalha de banho, na praia, por um rolo de papel higiênico.

4 ideias sobre “Papel higiênico na praia

  1. poor devil

    E quem tem rede de esgoto passando na frente de casa se recusa a fazer a ligação, paga mais. Tive casa na “aprazível” Guaratuba e era assim mesmo, a rede passava bem na frente da minha casa, mas por razoes que até hoje tento entender, só ligava os imóveis do outro lado da rua. E o povo não fazia a ligação pelo motivo já aludido. Desisti da mediocridade de Guaratuba.

  2. Tanso

    O Carlinhos acredita no boletim do Tarciso, qua, qua, qua.
    E olha que no Paraná os rios que desaguam no mar são pequeninos por causa da Serra do Mar. Tem só o esgoto de Pontal, Praia de Leste, Matinhos e Guaratuba. Santa Catarina joga todo o esgoto do Vale do Itajaí no litoral. Mesmo assim nosso mar é uma “osta”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>