9:34A cara do futebol brasileiro

por Sergio Brandão

 

A queda da Portuguesa é a cara do futebol brasileiro. É um boas vindas à FIFA, que chega para ordenar as coisas para a Copa do Mundo, que também é a cara de tudo isso. A queda da Portuguesa é imoral como são imorais os homens da CBF e da FIFA. Como é imoral a Justiça Desportiva que perante a Justiça comum não é reconhecida. É um anexo da CBF.

A decisão do rebaixamento da Portuguesa, que mantém o rebaixado Fluminense na chamada elite do futebol tupiniquim,  parece mesmo um cartão de visitas da CBF. Um “bem- vindo dona FIFA, aqui a senhora está em casa, porque somos sua extensão no comando da bola”.

Não vou me surpreender se logo o tal do Bom Senso Futebol Clube se calar. Misteriosamente o movimento deve se esvaziar. Sumirão seus articuladores e mentores. O Sobrenatural de Almeida, o imponderável futebol clube, serão maiores que qualquer bom senso e a luta será mais uma entre tantas que começaram pela moralização do futebol brasileiro e não deu em nada.

3 ideias sobre “A cara do futebol brasileiro

  1. Pimpao

    E o máximo que os amantes do futebol e “filósofos da redonda”podem e continuam fazendo sao textos melancólicos de uma realidade que se estende por vários anos, décadas; nesta pindorama hipócrita e falida moralmente. E neste teatro de horrores reprisados, os mesmos OTÁRIOS E CANALHAS de sempre.

  2. Sergio Brandão

    Não seja palhaço, Pimpao! Estou preparando uma maldição para seu Fluminense cair e nunca mais subir. Assim, paga esta dívida com a “moral e bons costumes” , que cada vez fica maior.

  3. Pimpao

    Sou palhaco, mas nao um torcedor do Fluminense, nem de time nenhum, com a graca de Sao Carequinha ( o mestre dos palhacos, nao o blogueiro).
    E se o senhor se detivesse com atencao e tirasse o seu ego que se fere a toa da equacao, teria a certeza, e nao a vaga impressao que o fez responder de maneira intempestiva e deselegante que o meu comentário nao se aplica ao seu precioso texto, e sim a todos que se esgoelam pelas várias mídias tentando entender/explicar/assimilar o resultado deste e como o senhor bem sabe dos infinitos outros tapetoes anteriores desta parca historia rocambulesca do futebol comtemporaneo.

    PS.: Passe bem, Nelson Rodrigues das Araucárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>