16:01Consultas inesquecíveis

Cena paranaense. Quatro médicos cubanos desembarcaram no oeste do Estado, mais precisamente em Marechal Cândido Rondon. A cidade, conhecida pelos produtivos campos e pela colonização alemã, apresenta índices sociais melhores do que a maioria das médias cidades paranaenses. Mesmo assim, a dedicação dos cubanos tem encantado os moradores. Depoimentos informam sobre consultas muito mais longas, detalhadas recheadas e com conversas amistosas. Um morador relatou que jamais havia passado mais do que 5 minutos em uma consulta na rede pública, no primeiro encontro com o médico cubano foram mais de 20 minutos.

9 ideias sobre “Consultas inesquecíveis

  1. Paulo

    Numa realidade em que muitos atendimentos de SUS sequer incluem a pergunta sobre alergia a medicamentos, uma conversa mais detalhada e interessada sobre o histórico de saúde do paciente é um bom começo…

  2. juca

    Com certeza a consulta demorou muito mais tempo de que o normal. Mas também um falando espanhol e outro alemão só podia dar nisso.

  3. antonio carlos

    Este povo da terra do Wilmott não sabe que os médicos cubanos tem um ano inteirinho de trabalho pela frente? Eles não vão sair em férias nem em janeiro nem em fevereiro, então para quê pressa? Depois falando do jeito que falam, quando até “nóis” da Capital temos dificuldade de entender, fico só imaginando o diálogo entre o conterrâneo do Wilmott e o médico cubano, é coisa para o Youtube.

  4. sergio silvestre

    mANEIRA

    Maneira descriminatória de tratar o povo de Marechal Rondon e os médicos cubanos.
    Na verdade ,nota se maldade nos comentários de alguém que é contra o PT ou nas suas ações.
    Quem não tem plano de saúde e precisa de médico,tá ligando para a cor do médico ou a forma dele se expressar.
    Mas é assim mesmo,a oposição raivosa xingam mães e descriminam alguém que passou a terceira idade.Depois dizem que os petistas são toscos e mal educados.

  5. leandro

    Nada de de preconceito com o povo de Marechal Candido Rondon, nem com a cor, raça ou credo dos cubanos ou qualquer outra pessoa ou nacionalidade, mas sim com imbecilidade que são colocada nos comentários achando que o governo do PT é o maior do mundo quando não é. A questão dos médicos é pura utilização da necessidade da população em ter atendimento à saúde se transformando em campanha eleitoral. Já não é de hoje que o problema de “falta” se é que existe, e nenhum governo resolveu e também esse não resolverá. O atual governo de plantão somente está postergando ( não sei se o cidadão aí e cima sabe o que significa isso) a situação e pior utilizando a mão de obra de um povo oprimido por um regime ditatorial dos Castro , para não dizer Fidel , pois o Silvestre se ofende. Mas o fato é que o PT mente para a ´população quando compara os salários e diz que oferece R$10.000,00 por mês e nenhum médico brasileiro quer trabalhar, mas aos cubanos principalmente os ao mil virão dois o resto vai para o governo cubano. Tomara que o Sergio Silvestre não necessite de um médico cubano para examinar sua próstata uma vez que ele já é sexagenário.

  6. Franco

    É… na terra em que serviço público de saúde é considerado “favor” (apesar de todos pagarem muito imposto), na terra em que médico acha que só há dignidade onde existe shopping center, qualquer atenção ao paciente faz MUITA diferença.

  7. juca

    É isso aí Franco. Mas acrescento que não só médicos querem esse conforto que você afirma, outras profissões também não desejam trabalhar pelos seus juramentos na graduação. Claro que é uma questão de mercado, mas se olharmos para outros pontos veremos que não há delegados, juízes e outros que são necessários para atendimento a população mais necessitada, da parte governamental temos a falta por exemplo de advogados para a defensoria pública. Mas é evidente o que mais pega e choca são os problemas da saúde . Mas, isso parece não interessar aos governantes e em especial Brasília, onde no governo federal há uma grande arrecadação de impostos e ontem ainda foi noticiado que houveum aumento real de impostso arrecados em 3,6% em relação ao período anterior e mesmo assim não há o retorno nas ações prioritárias e sim somente nas que trazem dividendo políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>