12:27Mudança de hábito

Do Goela de Ouro:

Os personagens envolvidos na atual disputa pela apólice de seguro dos servidores públicos de Curitiba são os mesmos de sempre. Porém, algumas opiniões mudaram. Em 2009, quando era procurador-geral de Curitiba, Ivan Bonilha, em resposta ao colunista Celso Nascimento da Gazeta do Povo, afirmou: “É de prerrogativa do Imap a livre escolha da corretora dessas apólices. A escolha é feita sem a obrigatoriedade de licitação, porque não envolve recursos públicos”. Na época, Nascimento já denunciava os interesses envolvidos na definição da seguradora e da corretora para cuidar do seguro dos aposentados.

Passados quase 4 anos, Ivan Bonilha, hoje conselheiro do Tribunal de Contas (TCE), mudou de opinião e cancelou o chamamento público promovido este ano pelo Instituto Municipal de Administração Pública (IMAP), afirmando que é necessária a realização de uma licitação. Com base na manifestação de Bonilha, a Previsul Seguradora conseguiu decisão do juiz da 1.ª Vara da Fazenda Pública, Marcel Rotoli de Macedo, para permanecer com a conta dos servidores.

Os servidores da ativa e aposentados estão apavorados com a manutenção da Previsul, que já deve cerca de R$ 5 milhões em indenizações não pagas desde agosto do ano passado e foi declarada inidônea pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>