18:10Base Editorial é vendida para o grupo IBEP

Do jeito que veio:

A Base Editorial, tradicional editora paranaense de livros didáticos e paradidáticos, foi vendida para o grupo paulista IBEP (Instituto Brasileiro de Edições Pedagógicas). A transferência do controle foi finalizada nesta terça-feira (2) por Renato Adur, da Base, e Jorge Yunes, do IBEP. O grupo, com cerca de 1.000 funcionários, é proprietário da Editora IBEP, fundada em 1965, da Companhia Editora Nacional, criada por Monteiro Lobato em 1925, da Editora Conrad, adquirida em 2009, e da IBEP Gráfica, fundada em 2008. Com 18 anos de atuação no mercado editorial, a Base tem mil títulos publicados e cerca de 300 novos títulos para lançamento. A sede da Base continuará em Curitiba.
De acordo com Jorge Yunes, diretor-superintendente do grupo IBEP, será dada continuidade “ao excelente trabalho que a Base vem realizando, com obras excelentes que vão complementar os catálogos das editoras do grupo”. Cada empresa do grupo atua em segmentos específicos. A Editora IBEP está voltada para livros escolares, literatura infantil e juvenil. A Nacional atua no segmento de literatura, livros de interesse geral (gastronomia, comportamento, música, crônicas, comunicação, entre outros) e obras de referência, como dicionários e atlas. A Conrad é
especializada em obras de HQs – mangás e cultura pop. A IBEP Gráfica, por sua vez,
atua na impressão de revistas e livros. O grupo tem distribuidores exclusivos em todo o
Brasil.

Uma ideia sobre “Base Editorial é vendida para o grupo IBEP

  1. Jeremias, o bom

    Notícia ruim.
    Mais uma empresa paranaense passa para a mão de grupo paulista, que nada deverá agregar de importante.
    Faz lembrar a aquisição do Dom Bosco pelo grupo COC, que imprime uma direção sofrível a uma empresa que sempre foi tão bem dirigida por paranaenses.
    No caso do IBEP, é bom lembrar que o Jorge Yunes é aquele que dizia sustentar o altíssimo padrão de vida do falecido e desprezível Celso Pita, o pior prefeito que São Paulo já teve, se é que não foi superado pelo horrível Kassab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>