12:04A Lei Seca e o vinho do padre

NOTA OFICIAL DA ARQUIDIOCESE – NOVA LEI SECA

Nossa orientação aos padres é que procurem reduzir ao máximo a ingestão do vinho (com álcool) durante as missas, lembrando de que se trata do sangue de Cristo. É importante também que os padres estejam sempre munidos com a carteirinha de padre, para atestarem que são sacerdotes e estão ao serviço da Igreja. Os que preferirem substituir o vinho com o álcool pelo sem, ou pelo suco de uva, poderão fazê-lo, pois já estão autorizados pelo arcebispo.

4 ideias sobre “A Lei Seca e o vinho do padre

  1. CHC

    Não vemos nenhuma exceção na lei para religiosos e cultos da umbanda, do candomblé, da igreja católica ou das pentencostais. O princípio da igualdade, neste caso, não admite exceções, todos podem cometer erros e colocar a vida dos outros em perigo, quando da direção veicular alcoolizada. “Reduzir ao máximo” deve significar: se abster completamente se forem dirigir pelas próximas 24 horas ou mais.

  2. Marcelo

    A arquidiocese pirou?
    Beber não é proibido, proibido é dirigir depois de beber.
    Pior, a arquidiocese incentivando a “carteirada”…

  3. Parreiras Rodrigues

    Perdão, gente, mas não resisto:

    Num determinado dia, a Igreja manda que sejam celebradas missas em todas as igrejas. Numa paróquia, trocentas igrejas e um único padre que telefonou pro bispo pedindo socorro. Tem mais padre não, se vire – a resposta. O padre começou cedo, missa de 15 minutos, Ide em Paz e partia prá outra – e, lógico, em cada missa. na consagração, um gole. De noitinha, última capela. O padre ergu e o cálice na frente dos fiéis e: Iuuuuuuuupppppiiiiiiiiiiiiiiieeeeeeeee!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>