7:29Spazio de escravos

A Construtora MRV perdeu a boca para construir casas populares porque, entre outras coisas, foi flagrada em 2011 mantendo 11 trabalhadores em regime de escravidão em… em… Curitiba. Eles construíam o “Spazio Cosmopolitan”, no bairro Portão. A Caixa Econômica Federal suspendeu os novos contratos.

3 ideias sobre “Spazio de escravos

  1. antonio carlos

    A construtora mineira está indo pela mesma senda da outra, Encol, que deu o passo maior do que a perna. Mais dia menos dia e veremos o mesmo fim, obra inacabadas, mesmo as fianciadas pelo Minha casa Minha vida. A empresa se fia na amizade do dono com o Governo. Mas daqui a pouco nema companheira vai suportar tantos malfeitos do amigo. ACarlos

  2. marcelo santana

    em pleno governo do partido dos trabalhadores no século XXI e em uma capital ter trabalho escravo é um absurdo. COMO QUE A CAIXA NA VIU ISSO ACONTECER???

  3. Pedreiro

    A Justiça do Trabalho em Curitiba faz milagres!
    Recentemente descobriu que um certo banco explorava o trabalho infantil nas apresentações de espetáculo em horário noturno!
    Depois percebeu que cabeleireiros, manicures, pedicures e assemelhados eram escravizados pelos donos de salão provocando uma greve dos escravos que não queriam ser libertados…
    Gostaria muito de saber como os fiscais e juízes da 9ª Região tratam os seus serviçais em casa! Esses também contam?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>