9:58Excesso de trabalho

Da analista dos Planaltos:

Nunca na história desse País se exigiu tanto do Partido dos Trabalhadores. No Paraná, por exemplo, as tarefas são dignas de um  Hércules: além de ir pra luta na defesa de Lula e dos mensaleiros, o PT tem que garantir Gustavo Fruet no segundo turno, negar de pé junto que não distribui panfletos apócrifos contra adversários, mexer os pauzinhos para a presidente Dilma Rousseff não colocar azeitonas demais na empada de Ducci, e ainda convencer o eleitorado que, sim, “Dilma é nossa”. Haja stress!!

7 ideias sobre “Excesso de trabalho

  1. ALINE

    Seus posts sobre o PT já tão ficando repetitivos como o do velho Cattani. Não se venda zé, eu ainda gosto de você.

  2. Elton

    Ta tudo dominado.
    Aline, o que vc faria com o bolso cheio de dinheiro? Se ganhasse para falar mal do PT e bem do Ducci? É triste, mas não se faz mais blogs como antigamente…

  3. antonio carlos

    É mesmo uam tarefa hercúlea a que os pestistas estão enfrentando, carregar uma candidatura morta, morrer negando que o Mensalão nunca existiu, e jurar de pés juntos que o 51 não sabia de nada. Haja serviço. ACarlos

  4. Maria Julia

    Eles não precisam negar que o mensalão nunca existiu, pois ele existiu sim! e os responsáveis estão sendo julgados devidamente pelo ministro barbosa, que agradeceu a ajuda de Fruet na investigação, então os Ptistas mensaleiros, já estão começando a pagar

  5. Luis Felipe

    Olha nao nego que fora do Paraná o PT tenha várias confusões para resolver, mas sei bem que o PT paranaense e o que está na campanha de Gustavo Fruet nao tem uma ligação se quer com mensalão ou corrupção, o povo só precisa se conscientizar disso, e colocar de uma vez por todas o homem mais preparado que é o Gustavo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>