4 ideias sobre “SOLDA (Alceu Dispor)

  1. Solda

    Nos chamados “Anos de Chumbo” eu confesso que não tinha medo.

    Recebia, como todo mundo, bilhetinhos do CCC — o Comando de Caça aos Comunistas, com aquelas caveirinhas, dizendo que eu seria o próximo, conversa que deixava todo mundo com caganeira, a popular disenteria.

    Fiz cartazes para a Anistia, levei bofetadas em uma famosa galeria de arte por ter escrito num cubo uma frase que li na entrada da redação do jornal Ex, em São Paulo: “Abertura pra eles é o nosso cu”. A testemunha, Paulo Leminski, está morando em Alhures do Sul, desde 1989. Muitos sabem dessa história, não é, Rettamozo?

    Hoje, eu tenho medo, muito medo, do “politicamente correto”.

  2. Emerson Paranhos

    Ei?????? esta charge é de 1977????? se for, onde estava a censura. Ou elA não passava por Piracicaba….ou A Dita Dura era Dita mole.

  3. Emerson Paranhos

    Setor litoral – UFPR litoral, maio de 2007 – conferencista do alto de seus títulos de Dr etc durante uma semana de exaltação a Che Guevara e a Cuba, alardeava:
    “Nos anos de chumbo por volta das 1830, das sextas feiras acontecia o fuzilamento semanal em Curitiba. Alí na praça 19 de dezembro – Pça do homem nú.” Segundo ele aquele local foi escolhido pela proximidade da antiga Siderúrgica Muller, onde ainda segundo o conferencista eram incinerados ( na caldeira) os corpos dos fuzilados..
    Morro e não vejo tudo!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>