10:12Dissídio

Do Goela de Ouro:

Os quatro funcionários da Celepar que estão cedidos para o sindicato da classe estão há quase uma década distantes das funções para as quais foram contratados. Neste tempo, a única atividade deles é fazer política sindical. O salário é pago pela empresa é igual ao daqueles que pegam no batente oito horas por dia. Como o custo é alto, a empresa propõe que a representação sindical seja reduzida pela metade.

4 ideias sobre “Dissídio

  1. Futrica

    Quando faltam argumentos convincentes, eles partem para a força bruta, baixaria e desinformação. Parece aquele irmão mais velho e tapado que não consegue rebater a irmã menor na argumentação e desce o braço. É isso que a Celepar está fazendo, desde que demitiu trabalhadores concursados sem motivo na virada do ano, desde que cortou o salário e a liberação dos dirigentes e vem ameaçando no corpo-a-corpo os funcionários dentro da empresa. Seria mais honesto, barato e justo ter negociado corretamente e chegado a um entendimento. Como não consegue e leva PITO da Justiça do Trabalho, ela parte para a baixaria. Parabéns, Beto Richa, seu governo é mesmo uma piada para prejuízo da população do estado.

  2. Velho de Guerra

    Sindicatos a melhor e mais garantida teta salarial no Brasil.
    Vide o dos metalurgicos, petroleiros, bancários, servidores públicos federais, estaduais e municipais, e outros tantos.
    Sindicato é o melhor encosto para quem não quer “trabalhar” e apenas discursar, promover passeatas, protestos, paralisações, e sorteios no dia do trabalhador. Tudo em nome da defesa dos direitos do trabalhador, óbvio.
    E claro se aliar e apoiar o partido ou candidato com mais “cascalho”, as fotografias são o registro testemunhal histórico destes fatos.Enfim, se transformaram em ´SPA e refúgio para os vagabundos das reivindicações. Nem barba ou bolsa a tiracolo usam mais.Agora é só carrões, patromônio, shopping, viagens, grifes e marcas. Pena, que não seja para todos os trabalhadores efetivamente. Diz aí C….????Diz aí M….????Diz aí vagabundo do carro de som???

  3. Cerelepar

    Futrica não poderia ter encontrado melhor codinome para assinar as barbaridades que publica. Certamente é algém catequizado para falar mal do governo. Tudo mundo na empresa sabe que os demitidos da Celepar foram para a rua porque ou dormiam durante o expediente ou assediavam a mulherada. Trabalhar que é bom nada. Isso não prejuízo para a população, que paga o salário da moçada? Além disso, concurso para contratação em regime CLT, como é o caso, serve apenas como processo de seleção. Não dá direito a estabilidade no emprego – a condição mais desejada pelo sindicalismo pelego nacional -, principalmente para quem não pega no pesado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>