11:13Paranaense vale meio catarinense e um terço de um gaúcho

Do analista do Planalto Central: 

O Paraná é historicamente discriminado na distribuição de recursos federais. Na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2010, R$ 82 milhões dos R$ 264 milhões autorizados em emendas de bancada para o Paraná foram empenhados. No mesmo ano, o governo autorizou R$ 292 milhões em emendas coletivas dos parlamentares catarinenses e empenhou R$ 127 milhões. Para os gaúchos, foram autorizados R$ 344 milhões e empenhados R$ 130 milhões. 

A ascensão de Gleisi Hoffmann àCasa Civil, que ultimamente vem sendo caracterizada como a “menina super-poderosa” do governo federal, longe de reverter essa injustiça histórica só serviu para agravá-la. “Pelo projeto original da lei orçamentária de 2012, apresentado pelo Executivo ao Congresso”, relatava a Gazeta do Povo,  “O Paraná tem o segundo menor volume de investimentos discricionários (aqueles que a União decide por conta própria onde e quanto aplicar) por habitante entre os 26 estados e o Distrito Federal. (…) Na comparação entre a Região Sul, cada paranaense contará com R$ 68,55, contra R$ 132,32 de cada catarinense e R$ 172,55 de cada gaúcho”. Pode-se até não acreditar na tal autofagia paranaense, mas que ela existe, existe.

8 ideias sobre “Paranaense vale meio catarinense e um terço de um gaúcho

  1. Parreiras Rodrigues

    Dona Gleisi tá escaldada com o que sucedeu com coleguinhas que privilegiaram seus estados.

    Mas, tá pecando por excesso de escrúpulo.

    “Primeiro os meus, Mateus”, deveria pensar, mas esbarra no medo de encher a bola de Beto e Luciano.

  2. Roberto

    isso é bem coisa de petista. Gleisi prejudica o Paraná para ver se emplaca na eleição de 2014, uma política rasteira e mesquinha.

  3. A Verdade

    São fatos como esse que mostram como os deputados paranaenses são UM LIXO!!! Aliás, comparar os deputados daqui a lixo é ofensivo ao lixo, pois este tem alguma utilidade, ao contrário dos IDIOTAS que etão em Brasília!!

  4. Jeremias

    Desde 1853 o Paraná é periferia do Brasil.

    Nenhum paranaense até hoje teve cargo importante no Império ou na República. Nossas oligarquias roceiras no máximo faziam um ministrozinho da Agricultura.

    Assim foi. Assim é.

    Querer culpar Gleisi é no mínimo coisas de cafajeste.

    Basta que alguém do Paraná se destaque para que os nativos tratam de

  5. JJ

    Na Boca Maldita, o comentário a respeito do assunto era contundente: ministros pernambucanos não se comportam como os paranaenses – ajudam, até desacaradamente o seu Estado. Já os ministros paranaenses tem vergonha de ajudar o Paraná. Ou não querem fazê-lo, mesmo, provavelmente por mesquinhos interesses políticos.É o que parece.Espero que os paranaenses lembrem dos nomes dos seus ministros, na hora de não votar neles, no futuro.

  6. Kurt Weissmer

    Eu quando volta das minhas viagens, quando chego no Aeroporto “Internacional” Afonso Penna – se vocês soubessem a história dessa figura – ponho a minha duas mãos na bunda, pois neste Estado tem muito caralho voando. No Paraná e principalmente em Curitiba a xenofobia impera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>