11:49Stephanes condenado a pagar R$ 5 milhões

Da coluna do jornalista Aroldo Murá (www.icnews.com.br):

Nos próximos dias, não se sabe quando (pode ser a qualquer momento), o ex -ministro da Agricultura,  Reinhold Stephanes, terá de desembolsar R$ 2 milhões para ressarcir os cofres públicos, segundo decisão prolatada  dias atrás pelo Tribunal de Justiça do Paraná, decorrente de ação popular iniciada no primeiro governo Jaime Lerner, quando ele presidiu o Banestado.

À decisão cabe recurso de Stephanes, mas ela não tem feito suspensivo. Quer dizer: o valor tem ser pago  para que se processe  recurso a instância de terceiro grau. E na verdade, poderá chegar ao valor de R$ 5 milhões, com juros e correção monetária.

COMO COMEÇOU

A origem do questionamento judicial foi a cobrança que o jornal Gazeta do Paraná fez, reclamando ao extinto Banestado o pagamento por matérias publicitárias do Governo do Estado, e para as quais não tinha autorização formal para publicar.

A ação foi ganha, em primerira instância, pelo Banestado.

Mesmo assim – segundo explica fonte do TJ-PR – “o presidente do Banestado, seguindo determinação do governador, promoveu acordo, quitando financiamentos do jornal e de dirigentes da publicação junto ao banco.”

AÇÃO INCOMODOU…

Ao tomar posse como ministro da Agricultura do Governo Lula, Reinhold Stephanes teve sua carreira minuciosamente examinada pela imprensa do Rio e São Paulo, conhecida pela maneira  como escrutina a carreira de políticos que estão na berlinda. Na ocasião, a ação popular iniciada em Cascavel contra Reinhold Stephanes, foi explicitada em todo os detalhes. O ministro, questionado sobre o assunto, disse, na ocasião, que não tinha nada a temer, e que venceria na justiça.

UMA CARREIRA ÚNICA

Reinold Stephanes foi o paranaense que, em toda a história da República, mais cargos de primeiro escalão ocupou no País. Foi várias vezes ministro e presidiu o  órgão antecessor  do INSS, no regime militar. Foi ministro da Previdência Social.

Foi secretário de Agricultura do Paraná. Considerado eficiente como administrador público, Stephanes enfrentou – e se saiu bem – os chamados movimentos sociais (MST e companhia) durante o Governo Lula. E também conduziu com equilíbrio o encaminhamento do  Código Florestal.

5 ideias sobre “Stephanes condenado a pagar R$ 5 milhões

  1. Luiz Claudio B

    O deputado Reinhold Stephanes é um dos raríssimos políticos brasileiros de quem se pode comprar, sem medo, um carro usado (apesar de ele não estar vendendo o dele). Sua carreira de mais de 50 anos de vida pública sempre foi marcada pela eficácia, competência e seriedade. Mesmo tendo passado praticamente toda sua vida profissional como servidor público não é proprietário (direto ou indireto) de grandes fazendas, carrões importados, mansões cinematográficas ou contas milionárias no exterior (ou no interior) como são outros históricos políticos nacionais. Tem patrimônio e estilo de vida rigorosamente compatíveis com sua atividade profissional.

    Eu não acredito na velha máxima de que “a ocasião faz o ladrão”; para mim, a ocasião faz o roubo, o ladrão já nasce feito. Em mais de 50 anos, ‘ocasiões’ não devem ter faltado ao Stephanes mas como ele não nasceu para ladrão (assim como seu filho também não, diga-se de passagem), essas ocasiões não se transformaram sequer em ameaça ao patrimônio público.

    Reparem bem, sempre que algum escândalo atinge um político o que se ouve dele é “não há provas contra mim”. O sujeito não se defende dizendo que é inocente; se defende dizendo que não há provas contra ele. Para mim, isso soa como “fiz, mas foi tão bem feito que vocês não vão conseguir prender meu rabo, otários, há, há, há, há,…”. No caso do Stephanes, ele é inocente não porque não há provas contra ele, mas simplesmente porque não há fatos ou atos que ele tenha feito (ou deixado fazer) que sejam ilegais ou imorais, nem mesmo cumprindo ordens de algum governador ou presidente.

    Infelizmente, a política brasileira passa, há muitos anos, por um cano de esgoto e qualquer um que entra nela acaba, em algum momento, se sujando com a merda dos outros. Mas o bom caráter do Stephanes vai mantê-lo limpo e correto, como sempre foi.

  2. tony

    O alemão deve estar arrancando os cabelos. E só um pequenino reparo, Zé, sem ofensa, mas o cara é meu conterrâneo, é catarinense. ACarlos

  3. Bebum

    ….Noooosssaa!!!!
    Bom, para quem se aposentou aos 35 anos(se não me engano, deve ter começado a trabalhar aos 05 anos), deve ter uma boa poupança…né? e, também, pelos governos que serviu, deve ser uma pessoa “ideógicamente correta”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>