17:25Denuncie o vandalismo no ato: 153

A prefeitura de Curitiba informa:

Cartazes com a mensagem “Denuncie o vandalismo no ato: 153” serão colocados a partir deste sábado (3) em todos os ônibus do transporte coletivo de Curitiba. A campanha é da Prefeitura de Curitiba, feita por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social, com apoio da Urbs e do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (Setransp).

A campanha é mais uma iniciativa voltada a reduzir o vandalismo que, só no sistema de transporte, representou um prejuízo de R$ 300 mil no ano passado. Se computado o custo dos vidros de ônibus riscados e que não são trocados, esse prejuízo chegaria a R$ 2,8 milhões.

Além dos cartazes, que estarão em todos os ônibus da Rede Integrada de Transporte, serão colocados 100 busdoor com a mesma mensagem. A intenção é incentivar o usuário do sistema de transporte a denunciar atos de vandalismo enquanto eles estão acontecendo, permitindo o flagrante, pelo número 153, da Guarda Municipal que pode ser acionado a qualquer hora do dia ou da noite.

O custo do vandalismo no sistema de transporte é alto e não pode ser medido apenas em números. No ano passado, 932 ônibus – 106 deles em dias de jogos de futebol – foram alvo de vândalos, deixando para o sistema de transporte um prejuízo de R$ 202 mil. Se computados os custos com reparos diários em terminais e estações tubo, a despesa sobe para R$ 300 mil.

Se fossem trocadas as janelas de vidro de ônibus que estão riscadas este custo subiria para nada menos do que R$ 2,8 milhões. O sistema tem 35 mil janelas e destas, 11,3 mil estão riscadas. Neste ano, até 30 de agosto, o prejuízo com o vandalismo em 499 ônibus era de R$ 95 mil.Curitiba tem uma frota operante de 1.915 ônibus com idade média de 4,6 anos e não é incomum ver na cidade ônibus novos já com vidros riscados.

Uma ideia sobre “Denuncie o vandalismo no ato: 153

  1. André Rodrigues

    Bem, acho que esses valores devem estar inclusos no preço da tarifa, pois.. pois…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *