10:13Os presentes de Sandro Dalpícolo e Jorge Narozniak no aniversário da RPC

Os maiores presentes que a RPC dará ao distinto público por ocasião dos 50 anos da televisão do grupo serão em forma de livros. Um deles trata da própria história do canal, escrito pelo jornalista Sandro Dalpícolo e cujo nome diz tudo: “Uma nova luz na sala – Histórias da TV Paranaense”. O segundo é um tesouro que traduz bem a alma do autor, o jornalista Jorge Narozniak, que colocou no papel as “Histórias do Paraná”. Dalpícolo é um craque do vídeo, cuja competência é traduzida na imagem sóbria, discreta, mas capaz de demolir qualquer parede com a palavra certa, pronunciada na hora idem e com o repórter furando tudo com o olhar é a própria credibilidade. Sua longa aventura pode ser resumida nestas palavras, que colocou na apresentação: “Ao longo das entrevistas e das pesquisas, falaram mais algo a alegria, a entrega e a paixão descritas pelos verdadeiros autores da história”. Ele contou com um suporte de peso para escrever o livro: as histórias dos livros de Renato Mazânek (Ao vivo e sem cores) e Jamur Júnior (Pequenas histórias de grandes talentos), que reescreveu “com a clara intenção de seduzir o leitor”. O trabalho de Narozniak, um boa praça com quem tive a honra de trabalhar durante um curto período de tempo, mas suficiente para sentir a força do amor que ele tem pelo Paraná e os personagens que fazem a verdadeira história da Quinta Comarca, bem, o trabalho dele é um tratado que deve ser lido principalmente por quem acha que a vida se resume ao computador, shopping ou viagens a outros estados, países, etc. Narozniak, que anda pelas ruas de Curitiba para receber a carga diária da chama da vida no contato com o real, com o que existe, enfileirou uma série de personagens e histórias que fizeram a História, como a de Pedro Santin, que escreveu o seu relato como participante da revolta dos posseiros de 1957 e que é bem diferente da oficial, a que está nos livros, mas que era guardada pelos familiares – até agora, pelo menos. Há mais, muito mais. Por isso, agradecemos aos dois grandes profissionais pelo presente.

3 ideias sobre “Os presentes de Sandro Dalpícolo e Jorge Narozniak no aniversário da RPC

  1. -Noviski-

    Zé, nunca chame o Narozniak de “polaco”. Ele se diz “ucraniano”. Segundo ele “polaco” é o “catarina” da Europa… ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>