9:36O descanso do marimbondo

Roberto Requião vai poder respirar um pouco mais ao assumir a cadeira no Senado. O advogado José Cid Campêlo Filho resolver encerrar a atividade de processá-lo – coisa que fez com desvelo desde que o ex-governador tentou prendê-lo no começo do segundo governo. Até agora foram 30 ações, das quais oito ainda estão em trâmite. Campêlo ganhou a maioria delas e ainda amealhou algo em torno de R$ 130 mil. O prazer maior, contudo, foi emparedar o desafeto pelas vias legais. Enquanto Requião vociferou e bateu no peito, Campêlo foi aos tribunais para mostrar ao inimigo que este tinha colocado o dedo numa casa de marimbondo.

4 ideias sobre “O descanso do marimbondo

  1. zebeto

    frik, muito grato. corrigido. esse erro foi uma facada no peito. mas… acontece. continue assim. para o bem de todos nós. abraço. saúde.

  2. Diogo Almeida

    Parabens a familia Campelo, mostrou se que a Justiça pode ser feita…de maneira honesta e integra…Sem subornos, mentiras e falsidades!! Daqui 8 anos o verdadeiro Lobo Mal (Justiça) vem te pegar RR….enquanto isso..aproveite o tempo em Brasilia para refletir como voce vai pagar suas multas, advogados e provaveis habbeas corpus!!

  3. antonio carlos

    A sorte do futuro senador não é a mesma dos irmãos dele, que vão sofrer na pele, tudo o que ele fez muita gente sofrer. As denúncias das diárias frias na SEED, a estória das tais tvs laranja e as falcatruas que estão aparecendo nos portos de Paranaguá e Antonina, vão dar muita dor de cabeça para a dupla de irmãos, que não gozam de fôro privilegiado, ou seja, vão ser julgados pela Justiça aqui da terrinha mesmo. Para a alegria e felicidade do Cid Campêlo e de outros. 2011 será um ano cheio de emoções para a famiglia. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>