11:00“Só” 1.500

Na rádio CBN, o advogado Ivan Bonilha, que comanda o departamento jurídico da coligação “Novo Paraná”, disse, sobre os e-mails que o adversário Osmar Dias detonou na Justiça como crime eleitoral, que só foram só foram enviadas 1.500 mensagens com o conteúdo – e para correligionários. Se o raciocínio não for equivocado, seria a mesma coisa que um acusado de espancamento dizer que só deu uma cabeçada no nariz da vítima, ao invés de duzentas bordoadas que esta alega ter tomado.

5 ideias sobre ““Só” 1.500

  1. Luiz Antunes

    Ze, Esse Bonilha nao e´o secretario que tem camaras de gravacao escondidas no gabinete. Sera que ele nao gravou o evento !!!

  2. Robson

    Ficaria melhor se tivesse dito que foi só uma mensagem, que houve uma confusão interna e que o resultado vazou, etc. E daria no mesmo, porque um único e-mail dá zilhões de “filhotes” em segundos, como qualquer criança do ensino fundamental já sabe. Mas admitir que “foram só 1.500″, convenhamos, é amadorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>