9:17Vitória triste

Alguém aí tem de prestar atenção no comportamento do técnico Paulo Cesar Carpegiani, do Atlético Paranaense. Tudo bem que ontemo time ganhou do Atlético Mineiro por 2 a 1, está bem colocado na tabela (sétimo lugar), longe do risco de ser rebaixado, etc, mas dizer que “em alguns momentos a equipe foi excelente” só pode ser fruto de delírio. Quem foi ao estádio Joaquim Américo viu o rubro-negro quebrar a bola mais uma vez, irritando a todos. O adversário  jogou mais, com esquema tático definido, bola rolando de pé em pé sob o comando do paranaense Ricardinho. Se alguém aí falar que o que interessa é a vitória, é porque não sabe mesmo que a bola é redonda.

5 ideias sobre “Vitória triste

  1. B.B.

    Concordo com quase tudo.

    O Ricardinho é ex jogador.
    Lento quase parando, devia ser ele substituído pelo Diego Souza, ainda bem que o Luxa tirou o Obina.

    Mas pelo menos agora estamos com um rascunho de time, quebrando a bola, mas com um rascunho de time.

  2. bond

    ô, zé, você pensa que é cronista esportivo. só pra acabar com essa conversa, veja o vt do jogo dos líderes ontem no engenhão. pelada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>