6:48Preto no branco

Artistas têm o dom de falar diretamente com Deus e com nossas almas através de suas obras. Por isso o amor é sempre direto, instantâneo – à primeira vista e para sempre. Mario Cravo Neto era tão negro quanto Vinícius de Moraes. Poeta das imagens, baiano do mundo cujas fotografias nos fazem perder o fôlego, os sentidos normais, para entrar naquele universo que está no ar da Bahia, o mesmo que fez o francês Pierre Verger ficar por lá para sempre e ser um fotógrafo baiano e brasileiro. Mario Cravo Neto era preto e branco, mas colorido também. Mostrava o ser humano através dos orixás, e o bicho bicho como bicho homem na visão dos sensitivos. Fotografou muito a sua Salvador, cujo livro com este nome, em fotos de cores e cheiros intensos, é raro, mas vale a busca para se conhecer um pouco mais da obra de um artista eterno. Saravá, mestre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>