0:16PT E PMDB se reúnem para investigar Richa

Da assessoria do PT de Curitiba:

Nesta segunda, às 10 horas, PT e PMDB se reúnem para definir as ações que deverão tomar frente às denúncias contra Beto Richa, divulgadas neste domingo pela Gazeta e em rede nacional no Fantástico. Instalação imediata de uma CPI na Câmara Municipal para apurar o suposto caixa 2 será também pauta entre os partidos.  A direção municipal do PT deve procurar também os partidos que formaram a coligação de apoio a candidatura petista, nas eleições de 2008, para fortalecer a cobrança de investigação das denúncias. Já nesta segunda feira, a oposição faz um levantamento junto a advogados sobre todas as medidas jurídicas cabíveis para o caso. A vice-presidente do PT Curitba, Roseli Isidoro, informa que a oposição ao Prefeito Beto Richa agirá na defesa da transparência. “Neste momento, o mais importante é que a apuração das denúncias seja feita com responsabilidade e, portanto, mostrar transparência é exigir que os envolvidos no caso não se omitam,” disse Roseli.


Os curitibanos, neste domingo, foram informados pela imprensa sobre um grande esquema de “troca de favores”, na eleição de 2008, entre os ex candidatos a vereadores do PRTB e o candidato a Prefeito de Curitiba, Beto Richa. Porém, o que mais causou estranheza à direção municipal do PT e aos parlamentares petistas, foi o silêncio de pessoas consideradas chaves para dar explicações sobre o caso. Todos se omitiram e se negaram a dar a entrevista solicitada. A Gazeta informa que tentou entrar em contato com o presidente do Comitê Financeiro de Beto Richa na eleição de 2008, Fernando Ghignone, porém não obteve retorno. Já o tesoureiro do comitê, Bérgson Bacchi, disse que compareceria na redação do jornal na sexta feira á noite. Não compareceu e nem foi localizado.

Beto Richa é reincidente em caixa dois
 
Para o deputado federal do PT, Dr. Rosinha, que deverá fazer um pronunciamento no Congresso Federal sobre o assunto, o prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), é reincidente na prática de caixa-dois em campanhas eleitorais e deve ser investigado com rigor e punido pela Justiça. “Beto Richa é reincidente na prática de caixa-dois, desde quando foi candidato a vice de Cássio Taniguchi, nas eleições de 2000, numa campanha que comprovadamente usou mais de R$ 26 milhões não declarados”, afirma Dr. Rosinha. “O prefeito tucano deve ser investigado de forma rigorosa pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Eleitoral, para depois receber a devida punição do Judiciário.”
 
Envolvidos nas denúncias ganharam cargos na Prefeitura
 
As denúncias divulgadas revelam que 28 candidatos a vereador do PRTB que se coligoaram com o PTB do então candidato a prefeito Fábio Camargo, abriram mão de suas candidaturas. A maioria deles se uniu para fundar um comitê de apoio ao então candidato à reeleição pelo PSDB – o “Comitê Lealdade”. A Gazeta do Povo informa na matéria que “uma gravação obtida pela reportagem da Gazeta do Povo mostra que, no entanto, a fidelidade não se deu apenas por convicção política: pelo menos 23 dos dissidentes do PRTB aparecem no vídeo recebendo dinheiro em espécie das mãos de Alexandre Gardolinski, indicado por Richa como coordenador do comitê. Além disso, outras 5 pessoas são citadas na gravação como beneficiárias dos recursos distribuídos.” Muitos dos envolvidos neste pagamento estão lotados em cargos na Prefeitura Municipal de Curitiba. Alguns deles foram demitidos quando o Prefeito soube que investigações estavam sendo feitas.

4 ideias sobre “PT E PMDB se reúnem para investigar Richa

  1. pedro

    Lula, do PT admitiu uso de caixa 2 em campanha
    Em uma famosa entrevista concedida a uma televisão francesa e retransmitida pelo programa Fantástico, da Rede Globo, o presidente Lula admitiu o uso de caixa dois em campanhas de seu partido, o PT. “O que o PT fez, do ponto de vista eleitoral, é o que é feito no Brasil sistematicamente” disse o presidente, na ocasião.
    No mesmo dia o ex-tesoureiro petista DELÚBIO SOARES e o publicitário MARCOS VALÉRIO Fernandes de Souza confirmaram à Procuradoria Geral da República que as empresas DNA e SMPB foram usadas como caixa dois nas campanhas eleitorais do PT em todo o país, no também famoso caso do MENSALÃO.
    Aliás, os casos de corrupção no PT formam uma rede de escândalos, que abalaram o país nos últimos anos. Quem não se lembra do escândalo dos DÓLARES NA CUECA? Um assessor do irmão de José Genoíno, presidente do PT na época, foi preso com uma montanha de dinheiro tentando embarcar em um vôo de São Paulo para Fortaleza. Tinha 100.000 dólares e 200.000 reais em espécie nas cuecas.
    O que dizer do até hoje não esclarecido escândalo de Santo André (SP), quando JOSÉ DIRCEU, o superministro de Lula foi acusado de receber dinheiro de um esquema de corrupção montado na prefeitura, quando era presidente nacional do PT. Foi denunciado pelo irmão do ex-prefeito CELSO DANIEL (PT), que foi assassinado. Francisco Daniel disse que o chefe de gabinete de Lula, GILBERTO CARVALHO, transportou R$ 1,2 milhão em propina em seu carro, para entregar a DIRCEU, no PT.
    E para relembrar também, teve o ESCÂNDALO DOS DOLEIROS, que culminou com a saída de Waldomiro Diniz do Ministério da Casa Civil, no primeiro grande caso de corrupção da era Lula. Diniz era assessor do ministro JOSÉ DIRCEU e foi flagrado em um vídeo negociando propina com empresário de loterias no Rio de Janeiro.

  2. Pelópidas

    O PT tem know-how em caixa dois. sabe do que está falando, pois adquiriu grande experiência no assunto no governo federal.

  3. Ananias

    ao Pelópidas: não é verdade que o PT tenha norrau em Caixa dois. Na verdade, os petistas usaram o caixa-dois como desculpa para se livrar das denúncias do mensalão.
    E o próprio Lula, na entrevista que deu na França, veiculada no Fantástico – lembram? – disse que todos os partidos sempre fizeram o mesmo, então nada mais natural que o pt também fizesse.

  4. Alberto de Souza

    Na realidade penso que a situação transcende questões partidárias. Até quando o povo brasileiro será obrigado a escolher o “menos Corrupto”?
    Um candidato que investe R$26.000.000,00 não declarados numa campanha deve esperar conseguir quanto de volta em contratos fraudulentos?!
    Nós é que pagamos a conta. Conta que vai desde os planos odontológicos das ex-esposas de senadores até este dinheirinho não declarado, porque alguém sempre tem que pagar. Adivinhem quem é?!
    O Brasil atingiu um grau de conservadorismo político o qual estamos transmitindo o Poder já de pai para filho, como se vivêssemos numa monarquia da Idade Média!
    Quando chega as eleições vemos sempre os mesmos “caciques” ansiosos por “servir” ao povo.
    PSDB, DEM, PMDB, PT, eoutros Ps, tudo farinha do mesmo saco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>