7:34Sem canudo pode?

Do ombudsman:

Está lá no site do Sindicato dos Jornalistas do Paraná: 

Ministério da Justiça abre duas vagas para jornalista

O concurso do Ministério da Justiça vai selecionar dois jornalistas, com salário inicial de R$ 2.643,28. As inscrições seguem até o dia 17 de julho. É pré-requisito diploma de curso de graduação de nível superior em Comunicação Social habilitação Jornalismo ou Comunicação Social – Jornalismo, e registro ou inscrição na entidade profissional competente.

* *

Será que o Ministério não sabe da decisão do STF ? E então, quem não tem diploma pode ou não pode participar dos concursos?

5 ideias sobre “Sem canudo pode?

  1. Monte Castelo

    Acabou-se a obrigatoriedade! Não a responsabilidade. Não a capacidade. Não a necessidade do saber. Não o compromisso com a verdade. Não a ética. Não a profissão.

    Fica a critério da empresa (contratante) a exigência ou não do canudo.

    Faz parte do bom jornalismo informar, não deformar. Ironia não tá no manual de redação.

    Ontem postei um comentário que até agora está esperando aprovação do censor (ops! moderador) sobre isso Zé. Mas como na ótica do moderador parece que ele ofende um amiguinho, não foi publicado. Prá censor precisa de canudo?

  2. Sem diploma

    Sem falar que no informativo eletrônico a frase: “É pré-requisito diploma de curso de graduação de nível superior em Comunicação Social habilitação Jornalismo ou Comunicação Social – Jornalismo” veio em negrito e em vermelho. Com bastante destaque. Fica a pergunta: “Saiu assim do Ministério ou foi o sindicato que colocou por conta própria?”.

  3. Francis Beheregaray

    Jornalismo é para todos.
    Quem acha que ética, profissionalismo, responsabilidade e capacidade consegue-se com um diploma é um tremendo ignorante. Não sabia que esses valores conquistavam-se apenas com um pedaço de papel, devo estar enganado, mas acho que eles vem de casa, certo?
    Ninguém é dono da informação. A repressão já acabou meus caros.

  4. caio brandao

    Olá, ZB. Na esteira da queda da exigência de diploma para jornalista muita coisa mais deve cair. A rigor, diploma só deveria ser exigido de engenheiro e de médico, porque o resto é reserva de mercado. Comecei a vida profissional em 69, como jornalista. Fui provisionado no MT antes da exigência de diploma e garanti o exercício da profissão. Em face disto, estudei Administração e Direito. Hoje rendo homenagens ao nosso economista maior, o doutor Lula e pretendo discutir em juízo o impedimento legal de advogado fazer publicidade para angariar clientes. Esssa é verdadeiramente uma Lei abjeta, porque criou reserva de mercado vitalícia para as grandes bancas de advogados, compostas, via-de-regra, por notáveis e filhos de ministros e desembargadores. O Brasil está mudando, o Mundo está mudando, veja o que acontece no super fechado Irã. Abração, Cáio Brandão

  5. KM

    IGNORANTE SÃO PESSOAS COMO VC FRANCIS, QUE ACHA Q QUALQUER UM TEM CAPACIDADE DE SER JORNALISTA. É a mesma coisa que dizer que qualquer um pode ser médico. é o cumulo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>