9:06A palavra de Lippmann

O repórter Carlos Kolbach, da Gazeta do Povo, conseguiu entrevistar o desembargador Edgard Antonio Lippmann Junior. Ele achou um absurdo ter sido afastado pelo CNJ pois está em licença médica e não se defendeu, não acusou o governador Roberto Requião de ter mexido os pauzinhos nos bastidores políticos para que isso acontecesse, porque não é louco (“não sou leviano” foi a expressão usada) e, resumindo, se disse totalmente inocente das acusações de favorecimento para funcionamento de casa de bingo. A conferir.

3 ideias sobre “A palavra de Lippmann

  1. Sabedor

    Sócio de Lipman em Curitiba? São vários: um toca sanfona e escreve semanalmente no periódico que é um su; outro é zarolho e dá carteiradas e o terceiro é o tal do advogado português bonitão – este sim, que colhe verdinhas nas auraucárias do sogro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>