8:23Lula e a impunidade

O presidente Luis Inácio Lula da Silva acha que a votação que livrou o senador Renan Calheiros (PMDB) da cassação “não foi impunidade”. Ele está certo. O que o Senado do Brasil fez foi apenas legitimar a bandalheira, a falta de escrúpulos. Lula merece o Congresso que o apóia e cujos integrantes, com as raras exceções, são caricaturas mal feitas de Justo Veríssimo, famoso personagem do humorista Chico Anysio cujo bordão principal era: “Eu quero que pobre se exploda!”

Uma ideia sobre “Lula e a impunidade

  1. dalton gonçalves

    O país é mesmo muito estranho . Jornalismo apaixonado. O povo emociondo. Sem duvida, vivemos num Paraiso Tropical.

    Renan comeu a Monica e nasceu uma menina, que tem a pensão paga pela Mendes Jr.

    FHC comeu a Miriam e nasceu um menino , que tem a pensão paga pela Globo.
    Mendes Jr é presta serviço ao Governo
    A Globo é concessionária do Governo.

    Renan praticou bandalheira e feriu o decoro parlamentar.
    FHC NÃO. FHC NÃO.

  2. josé alberto reimann

    Até parece que vivemos as “mil maravilhas”, ou será as “mil e umas noites”, de uma hora para outra “cabalisticamente” o n°40 se tornou emblemático, se não vejamos. 40 denunciados no mensalão e agora 40 votos a favos do Renan, se olharmos a estória da mil e umas noites está faltando um, mas deix pra lá. Tomara que 40 não fique como n° de meta a governar o pais e sim que o velho ditado prevaleça, que a vida começa aos 40, que tal?

  3. Adalberto

    Meu caro ZB… Gostaria de entender porque a votação em questão foi secreta e não aberta… Na época do impeachment de Collor foi aberta, o fato era muito mais grave que esse. Será que é mais importante (ou interessante) manter esse cidadão lá do que o presidente da república à época??? Porque eu acho que faltou coragem mesmo de mostrar a cara e declarar o voto ao povo que elegeu e paga salário a essa gente toda… A sua crítica a respeito do assunto foi muito oportuna, na referência feita a Justo Veríssimo… hehehe

  4. Moshe

    É verdade! Que aquilo já era um “zona do baixo meretrício”, todo mundo sabia. Agora, foi institucionalizada e coisa e tal…

  5. Ana Karenina

    Para lembrar Poliana, há males que vêm prá bem. É preciso usar esse episódio do Renan para aquecer o debate político sobre as reformas urgentes e necessárias, e colocar na pauta do dia a questão de acabar com o Senado – casa conservadora; mais um elefante branco para mamar nas tetas do dinheiro público e sustentar políticos ambiciosos, vaidosos e seus comparsas. Que a Câmara exerça definitivamente o seu papel e que todas as atenções (e fiscalizações) se voltem para ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>