7:3183 terreiros

A historiadora e cientista social Luciana de Moraes e o cineasta Luciano Coelho pesquisaram e produziram o documentário “Pra ver a Umbanda passar: do esquecimento à lembrança”, com apoio da Fundação Cultural de Curitiba. Encontraram 83 terreiros na cidade. “Este trabalho mostra um pouco da diversidade dos terreiros e as suas denominações. Os discursos são distintos e encontramos desde terreiros pequenos, que atendem 5 pessoas e trabalham somente com consultas, até aqueles que atendem 1500 pessoas e realizam trabalhos aqui, como as giras, e em praias em datas comemorativas”, disse Lúcia. O Boqueirão é o bairro que tem a maior concentração de espaços umbandistas. Há quem diga que a capital da província tem, proporcionalmente, mais terreiros do que Salvador.

Uma ideia sobre “83 terreiros

  1. Arrelia

    Na realidade, Curitiba vem a ser uma das cidades mais misticas do Brasil. Assim, temos mais de 80 terreiros de Umbanda e mais uns 10 terreiros de Candomblé, dentre eles o Ile Axé Odé Inlê, uma das casas de Candomblé mais antigas do Paraná, fundada pela Yalaorisá Izolina de Osossi, neta de Mãe Menininha do Gantois.(fonte Wikipédia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>