19:40Não condiz com a realidade

Milton Riquelme de Macedo, procurador-geral de Justiça, assinou nota oficial do Ministério Público onde afirma que as acusações do governador Roberto Requião sobre as aposentadorias dos promotores “não condizem com a realidade”. No linguajar do povão isso quer dizer que Requião mentiu. Ou não?

Uma ideia sobre “Não condiz com a realidade

  1. Arrelia

    Nota muito branda, pelo tamanho do ataque do sr. Governador ,que está a escandalizar o Glorioso Ministério Público.

  2. Arrelia

    Complementando, então o Sr. Governador mentiu? Olha Requião, jamais daria seu pescoço para ser guilhotinado! Algo está muito errado . Como mesmo disse Requião, O segredo é a alma do negócio,e ele está a iluminar as trevas no interior do Ministério Público.

  3. Kadu

    será que o segundinho é macho para enfrentar o desvairado, ou depois de uma boa mijada do doido ele vai para TV, no horário político do PMDB, afirmar que tudo que o Rei diz é verdade …

  4. Edmond Dantes

    Não sou fã de Requião, mas nesta ele está coberto de razão. Não só as aposentadorias do MP devem ser auditadas, como também o modo como eles chegaram aos níveis salariais que desfrutam hoje e também devem ser responsabilizados por terem infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal no exercício anterior. Ninguém, e muito menos aqueles que têm o dever de fiscalizar o cumprimento da lei, deve estar isento de qualquer tipo de investigação. Infelizmente, com a Constituição de 1988, o Ministério Público, a Magistratura e os Políticos estão fora do alcance de investigação por parte da Polícia. A polícia judiciária só consegue investigar este pessoal usando de subterfúgios para, por meio de outra investigação, poder chegar àqueles que cometem crimes e são membros desta elite. Polícia é só para o “povão”. Na prática é isto.

    É o Brasil minha gente!!!

  5. Fernando

    Mais um apunhalado pelo Chavez das araucarias, mas como moramos em um país democrático, o daqui encerra sua carreira de maldades daqui a 3 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>