3:36Desabafo de um coronel PM

A carta que se segue é real. O signatário confirmou a autenticidade, autorizou a publicação, mas pediu que o seu nome não fosse publicado, por motivos óbvios. Foi endereçada a um grupo de oficiais da Polícia Militar do Paraná. É um longo desabafo. Confiram:

“Caros irmãos.

   Me dá uma revolta muito grande, quando vejo a maneira de como as autoridades constituídas, tratam  o assunto de segurança pública e,principalmente, como tratam os profissionais de segurança pública, mais especialmente, a Polícia Militar. Enquanto  essas autoridades, tiverem apenas  interesses  em votos para se reelegerem e, a todo custo, quererem angariar esses votos com promessas descabidas, não se importando com os resultados negativo que isto poderá acarretar, direcionando várias vantagens somente para as maiores classes, esquecendo-se da minoria que instrui, orienta, comanda, planeja e tem compromisso com a Instituição perante ao Estado, como numa loucura desenfreada ao poder político, sem compromisso algum com os pilares de sustentação do Estado, Educação, Saúde e Segurança,nós estamos fadados a perecermos por culpa de nossa própria incompetência.

   O que o governo atual está fazendo, não é nada mais que jogada política, que por sinal, é a mais selvagem possível e mais perigosa. Mal sabe Ele, o risco que está correndo. Esse dualismo que está ocorrendo, principalmente na Polícia Militar do Paraná, a qualquer momento, alguma medida tomada pelo o Excelentíssimo Senhor, que venha desagradar a maior classe, essa se achará no direito de irromper  os basilares  da disciplina e hierarquia, porque na verdade não tem compromisso institucional e, talvez, a menor classe, já subjugada, humilhada,  inferiorizada, etc., não tenha mais condições de restaurar a ordem ou a disciplina.

   Por três vezes, durante meus 29 anos efetivos na PMPR e quase 33 anos com acervos contados em dobro e outros, expus ao extremo, o risco de minha vida, para sustentar as obrigações constitucionais da PMPR perante a sociedade paranaense. Nunca me arrependi, pois esse foi o meu maior JURAMENTO. Recentemente, com o aumento de responsabilidade, fui agraciado com um Infarto Agudo do Miocárdio, em que meu coração ganhou seis stents, tudo isso, conforme laudo médico, “causa maior” preocupação ou estresse. Também não me arrependo de nada e, faria tudo novamente.

   Só que agora cansei de ver tanta injustiça, tanta desigualdade, tanta falsidade, tantos interesses espúrios,  tanta ingerência política com segundas intenções (infelizmente), tanta arrogância e desconhecimento técnico do sacerdócio da Segurança Pública. Estou cansado meus amigos, mas pior que isto, estou desiludido com o que estão fazendo com a minha Sesquicentenária Polícia Militar.

   Quantas vidas foram ceifadas precocemente em prol a sociedade paranaense, com único objetivo, dar total segurança a população, defendendo seu maior patrimônio, a sua vida!, mesmo que para isto, tenha sido com sacrifício de sua própria.

   Hoje, com 49 anos de idade,  no  auge de minha capacidade de gerenciamento, com toda experiência angariada nos diversos teatros da minha vida, me sinto desanimado e desmotivado ao ponto de perguntar-me: que motivação eu tenho para comandar um Batalhão.

   Então, caros amigos, para que fiquem registrados, somente  as coisas boas que eu vivi nesses 30 anos, se ainda der tempo, terminarei apenas o CSP-2007 e, após, solicitarei minha reserva remunerada, contribuindo para felicidade de um 2º Tenente, um 1º Tenente, um Capitão e um Major. Isso é o que mais me motiva nesse momento.
   

   PS: Estou saindo derrotado por não ter lutado e nem tentado, mas não tenho mais saúde para isso. Semana que vem farei outro cateterismo.

   Sob qualquer censura para denegrir, é o  meu maispuro sentimento.

                                   Um abraço a todos e Muito Obrigado.

                                  Tenente Coronel …..”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>