21:43O martírio de Valente

Valente estava esticado entre duas estacas. Tinha um osso de costela enfiado na boca e o ânus sangrava. Valente é um guaipeca de cinco meses de idade. Estava num terreno de uma casa na Vila Juliana, em Piraquara. Ele pode ter sido vítima de abuso sexual. Uma vizinha ouviu durante muito tempo seus gemidos. Chamou a Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba, que acionou a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. Valente foi libertado e agora está sendo tratado. O torturador, procurado. Se for identificado, pode pegar até dois anos de prisão. Valente vai sobreviver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>