19:23ZÉ DA SILVA

Ao dobrar a esquina, estava em outro país, apesar de a rua ser a de sempre – e com uma multidão de… brasileiros. O rádio da minha cabeça tocou Titãs. Corações e mentes, inevitável acidente. Alguém sugere acompanhara apuração. O que é isso? O vento balança o coqueiro, que mora na beira do mar. Peço para trazer de volta o meu passado, mas Mestre Ambrósio não ouviu – e sumiu. Não há saída. Sem pai, nem mãe, grito acuuuuuuuuddddddaaaaaaaaa, mas não ouvem. Uma faca fura, um tiro espalha cérebro no asfalto selvagem, alguém é degolado e outro tem a língua cortada. Tento voltar para o antes de dobrar a esquina. Não há nada para trás. Ao lado, uma porta aberta me faz ver pombas voando em câmera lenta, como num filme de John Woo. Elas desaparecem, entra o sol. Que me cega. Então, só ouço gritos. E a música:

Alguma coisa aconteceu,
Inevitável acidente,
Rancor e ódio separaram
Corações e Mentes
Alguma coisa aconteceu,
Estupidez, incompreensão,
Mulher e homem desejavam
Violência e paixão
Não existe paz, não existe perdão,
Eu não suporto mais violência e paixão,
Não aguento mais viver dentro dessa prisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>