9:07Trezentona

por Sergio Brandão

Minha querida Curitiba trezentona, logo quatrocentona. Uma senhora de respeito entre tantas que vi e em algumas até vivi. Minha cidade de portas abertas, minha Curitiba velha de guerra. Na véspera de seu aniversário se preparou com o que tem de mehor. Trouxe antes da hora aquele friozinho que só você sabe fazer. Por esta e por muitas, não troco você por nehuma outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>