8:09Por que tanto porque?

De Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/)

Quer morar em Portugal? Boas de ida. Já morei e não gostei, lá tem muito português. Agora piorou, tem muito brasileiro. Antes da Revolução dos Cravos, Lisboa, Coimbra e o Porto odiavam os brasileiros que chegavam para estudar medicina.

Depois veio a invasão dos dentistas brasileiros, que nem estudavam medicina como os de Portugal, chamados ‘estomatologistas’, porque estômato é boca. Hoje os portugueses sofrem da nova doença europeia, a turismo fobia.

Essa fobia vem da intrusão do estrangeiro no sossego e nos costumes locais. Os brasileiros chegam em Portugal para morar e começam a comprar casas, falar alto, jogar bituca na rua, deixar o cocô do cachorrinho no plástico, nas calçadas.

Brasileiros e brasileiras pegam as raparigas e os gajos. Tem ainda a invasão dos paneleiros, as nossas bichas, loucas e sãs. Chegam a questionar a origem do dinheiro dos brasileiros, como se portugueses não tivessem enriquecido a Inglaterra com o ouro de Minas.

Pra não dizer que não falei de flores, já que comecei com os cravos, duas coisas, duas apenas,  me levariam de volta a Portugal: o frango assado com esparregado de espinafre e o ‘porque’, um só, nada desses ‘por que, por quê, porque e porquê’ que atrasam o Brasil.

Uma ideia sobre “Por que tanto porque?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>