11:23Pesca milagrosa

Do analista do Planalto Central:

A euforia do PT com a desgraça do senador Demóstenes Torres (DEM) pode ter curta duração. Quem acaba de cair na rede das suspeitas de corrupção é a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, ex-ministra da Pesca (pasta hoje nas mãos do bispo Crivella, PRB, aquele que não sabe colocar a minhoca no anzol).

Ideli, que também garante não saber manusear uma minhoca, fez uma pesca milagrosa de contribuições de campanha, segundo denúncia do jornal O Estado de S. Paulo em sua edição de hoje. A Intech Boating, empresa investigada pelo TCU por superfaturamento em contrato de R$ 31 milhões com o Ministério da Pesca para fornecer lanchas-patrulha, fez generosa doação à candidatura de Ideli ao governo de Santa Catarina em 2010.

O TCU notou que, além de superfaturamento, as lanchas foram compradas sem que o Ministério da Pesca tivesse o que fazer com elas. O relatório diz que 22 das 28 lanchas ficaram guardadas na própria fabricante, pois não tinham onde ser entregues. Apesar da ministra alegar que estão confundindo badejo com bagre ensaboado, a situação pode complicar muito. Especialmente porque a presidente Dilma Rousseff decidiu apostar numa política de confronto com o Congresso e Ideli representa a mão pesada da presidenta no conflito.

5 ideias sobre “Pesca milagrosa

  1. Perfidio Maloio

    Sr. Analista, analisando bem, no jogo de bicho ñ tem peixe nem minhoca! Mas nestes casos deu gato na cabeça! ka, ka ,ka…

  2. Jules Ochio

    Até 2002, o PT pretendia ter o monopólio da ética. A partir de 2005 a ambição dos petistas é demonstrar que o partido não açambarcou a corrupção nacional. É apenas tão corrupto quanto qualquer outro. Por isso a alegria que demonstram com casos como o do senador Demóstenes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>