18:29Ibope: reprovação do governo Michel Temer chega a 70%

Do Jornal do Brasil

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgada nesta quinta-feira (27) mostra que o percentual de brasileiros que consideram o governo do presidente Michel Temer (PMDB) ruim ou péssimo é de 70%. Para 21% o governo é regular e para 5%, é ótimo ou bom. Já 3% não responderam.

Esta foi a primeira pesquisa CNI/Ibope realizada após Temer ser denunciado por corrupção pela Procuradoria-Geral da República.

O índice de aprovação de Temer é o menor da história das pesquisas do instituto, iniciadas em 1986. Nem a ex-presidente Dilma Rousseff, que atingiu 9% em junho e dezembro de 2015, nem o governo de José Sarney, com aprovação de 7% em junho e julho de 1989, chegaram a níveis tão baixos.

A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 16 de julho, com 2 mil pessoas em 125 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

 

Além disso, 83% dos entrevistados informaram que reprovam a maneira de governar do atual mandatário e 87% disseram que não confiam no governo.

Comparação com Dilma

Os entrevistados também foram questionados para comparar os governos Temer e Dilma. Para 52%, o atual mandatário é pior do que a anterior, outros 11% disseram que é melhor e para 32% é igual.

Na última análise da entidade, feita em março deste ano, 55% dos brasileiros consideravam o governo Temer ruim ou péssimo e 10% consideravam ótimo ou bom.

O estudo do Ibope foi divulgado dois dias após um levantamento do Instituto Ipsos mostrara que 94% dos brasileiros “reprovam totalmente” ou “reprovam um pouco” o governo do peemedebista. Apenas 3% disseram que aprovam “totalmente” ou “um pouco” o mandato. A Ipsos ouviu 1,2 mil pessoas entre 1º e 14 de julho.

Uma ideia sobre “Ibope: reprovação do governo Michel Temer chega a 70%

  1. Parreiras Rodrigues

    Michel Temer paga o preço da ascensão ao cargo sucedendo a ex-companheira Vana Rousseff que lhe transferiu podre herança: inflação alta, contas públicas fodidas e 13 milhões de desempregados.
    E paga o preço de governar com um congresso conhecidamente prostituto que dá o que tem de mais caro – a representação popular a troco de cargos e emendas .
    Nenhum governo dá certo num campo assim, minado.
    Em não acontecendo uma bruta reforma política – diminuição de partidos, de deputados e senadores, proibição de reeleição, mandatos coincidentes, voto distrital, corte de mordomias (auxílios moradias, passagens de avião prá lá e prá cá, diminuição substancial das verbas de gabinetes, etc…), continuaremos como o português da suruba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>