12:41Geraldo Damasceno, adeus

Da Gazeta do Povo, em reportagem de André Pugliesi:

Morre ex-técnico do Atlético Geraldino

Geraldo Damasceno tinha 88 anos e ocupou várias funções na Baixada. Cremação acontece às 17h, em Pinhais

Morreu na madrugada desta sexta-feira (29), o ex-técnico jogador de futebol Geraldo Damasceno.Geraldino, como era mais conhecido, dedicou boa parte de sua vida ao futebol paranaense – em especial, ao Atlético. O corpo será velado no Cemitério da Saudade, localizado na Av. Maringá, número 3.300, em Pinhais. Às 17 horas, acontece a cremação.

Na Baixada, Geraldino passou por todas as funções. Chegou em 1957, como jogador, depois de passagens pelo Trieste (onde começou), Marília, Botafogo, Desportiva de Jacarezinho e Ferroviário. Um ano depois, em 1958, conquistou o Paranaense, seu único título como jogador pelo Rubro-Negro.

Mas foi como treinador que ele marcou sua passagem no clube, assumindo várias vezes o cargo como interino. Em 1982, ele comandou a equipe ao título Estadual. Depois de sentar no banco de reservas, Geraldino também atuou como supervisor.

Em 2004, por ocasião dos 80 anos do Furacão, Geraldino declarou o seu amor pelo clube em entrevista ao site Furacão.com.

“Não tive tristezas durante a minha passagem pelo Atlético ou, se tive, foram coisas momentâneas. Mas é claro que tive muitas alegrias. O Atlético sempre cresceu muito em função do amor de sua torcida (chora). Só isso explica o crescimento do Atlético, o amor que as pessoas têm, coisa que só Deus poderia explicar.”

Geraldino trabalhou também no Coritiba, Pinheiros, Colorado, Paraná, Figueirense, Juventude e Joinville.

3 ideias sobre “Geraldo Damasceno, adeus

  1. Velho de Guerra

    A cada dia um dos nossos contemporâneos nos deixa.
    É a grande verdade da vida, partir …
    Geraldino, como vc está indo hoje dê lembranças à todos…

  2. SADI LIMA

    Quando fui presidente tive a felicidade de contratar o Geraldo para treinar nosso time e conseguimos ganhar a taça Mané Garrincha .Era um profissional exemplar , honesto, trabalhador, inteligente e amigo dos jogadores.Deixou saudade.Dificilmente se encontra um profissional da sua estirpe.Sadi Lima

  3. Rogério Piccoli

    Caro Zé Beto : Apesar de atleticano e colorado, Geraldino foi marcante como treinador do Água Verde, em 1967, quando o clube conquistou seu único título estadual, contratando-o mesmo tendo sido bi-campeão pelo Ferroviário nos dois anos anteriores. Foi, então, tri-campeão paranaense, com uma equipe notável, cuja base titular era Heitor,Zé Carlos, Titure, Silvio e Fonti, Pedrinho e Natal, Jairton, Padreco, Juquinha e Russinho. Favor considerar tais comentários em seu currículo do Senhor Geraldo Damasceno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>