12:37Excrescência retroativa

Da coluna do Estadão

Juízes do Rio Grande do Norte vão receber auxílio retroativo a 1996 

Magistrados do Rio Grande do Norte se concederam o direito de receber licença-prêmio de forma retroativa aos últimos 22 anos. A resolução, assinada pelos 13 desembargadores e publicada quinta-feira, permite que embolsem os atrasados de uma só vez. Um juiz que exerce a atividade desde 1996, por exemplo, pode ganhar cerca de R$ 300 mil, segundo cálculos iniciais. A licença-prêmio garante a eles o descanso remunerado de três meses a cada cinco anos de trabalho. A medida ocorre no momento em que o Estado enfrenta crise financeira.

É pra todos. Familiares de juízes que faleceram também poderão requerer o pagamento da licença-prêmio retroativa, assim como os aposentados.

Penduricalhos. Além da licença-prêmio, os juízes do RN já recebem auxílio-moradia (R$ 4.300); auxílio-saúde (R$ 500) e auxílio-alimentação (R$ 400).

Com a palavra. O presidente da Associação dos Magistrados do RN, Herval Sampaio, diz que o pagamento é legal, depende da disponibilidade financeira do tribunal e pode ser parcelado a depender do número de pedidos.

4 ideias sobre “Excrescência retroativa

  1. Parreiras Rodrigues

    O Rio Grande do Norte, como os seus xarás do Sul e de Janeiro, paga os funcionários dos seus barnabés em parcelas.

  2. bs

    Esse é o verdadeiro Cancer desse pais junto com outros parasitas politicos, quem paga a conta ??
    A Ninguezada.

  3. silva

    Aqui no Paraná, os tais desembargadores não ficam atrás dos riograndenses do norte, na quinta economia do pais, possuem penduricalhos que fazem inveja ao de lá !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>