15:30Cachorro

História curitibana. O filho, bandalho, some de casa nos finais de semana. Nos outros, vagabundeia. A mãe cuida dele e das duas netas que ficaram de um casamento. Numa discussão, ele ainda quis encrespar. A mãe: “Você não abra a boca. Porque, de segunda a quinta, você ainda é um pouco homem. De sexta a domingo, é um cachorro”.

Uma ideia sobre “Cachorro

  1. eleitor desmemoriado

    Mas também tem versão cachorra, de segunda à quinta é um pouco mulher . De sexta à domingo é uma cachorra. Não me entendam, ou entendam se quiserem como machista, sou somente pela verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>